Mulheres, tanta Coisa em Comum

 Desde que o mundo é mundo, as mulheres têm muita coisa em comum. Os temas são os mais variados que vão de questões cotidianas e vitais, como filhos e trabalho, passando por preocupações estéticas, no caso, dieta, flacidez e depilação, e pelo tema homens que, lógico, permeia muitas das conversas, até chegar a assuntos mais delicados, como aborto e infidelidade.
Basta colocar na mesma sala duas mulheres que não se conhecem e em pouco tempo elas já se tornaram amigas ou inimigas de infância.
E Mulheres, Tanta Coisa em Comum vai muito além disso. Na comédia dramática escrita e dirigida por Renato Scarpin, que encerra temporada no próximo dia 1 de outubro, no Teatro Augusta, onde está em cartaz desde 1 de julho, essas relações são aprofundadas, bastante amplas e inusitadas.
Na montagem realista duas desconhecidas encontram-se em um café para resolver uma questão em comum, a infidelidade. O que a princípio poderia representar um abismo intransponível entre as duas personagens, começa a ser conectado com pontes de identificação por meio das histórias de vidas de ambas em um espetáculo repleto de mistérios, revelações, surpresas e situações divertidas e instigantes.
No encontro, Tati (Maritta Cury), bailarina por formação e dona de uma escola de balé, e Amanda (Carô Carvalho), empresária que nunca realizou seu sonho de ser cantora, falam das peculiaridades do que é ser mulher nos dias atuais. Também conversam sobre como lidar com os homens na contemporaneidade, em um momento da perda dos valores nas relações humanas e da banalização do amor em detrimento do sexo, levantando também a motivos que fazem um homem ou uma mulher traírem.
No segundo momento da peça, as personagens saem do território neutro, a cafeteria, para entrar em um mundo particular: o estúdio de balé de Tati, proporcionando ao público um espetáculo à parte, com uma poética transformação do cenário.
A cenografia é assinada pelo artista plástico e cenógrafo Cesar Rezende de Santana e apresenta um café casual e moderno, trazendo um pouco mais de sobriedade e menos mobilidade ao primeiro momento do espetáculo e, com as mesmas estruturas e objetos, se transforma em um estúdio de balé, com muito movimento e elementos coloridos, transformando completamente o ambiente sem ao menos retirar ou colocar objetos de cena.
Vanderlei Conte assina a luz, que valoriza os climas do espetáculo, com momentos de tensão, mistério e outros de leveza e dinâmica. Os figurinos, de Camila Laczko, são bem realistas e captam totalmente a personalidade e o momento de cada personagem, tanto nas cores como nos modelos e estilos, sendo fiel ao local de trabalho onde cada uma delas estava antes do encontro, o que seria a situação precedente ao espetáculo.

O andamento da trama e, principalmente, o desfecho realçam a delicadeza do texto, pois o autor se utiliza do que poderia ser uma ‘boba coincidência’ para desenvolver um texto engraçado, polêmico e emocionante.
FICHA TÉCNICA:
Texto e Direção: Renato Scarpin
Elenco: Carô Carvalho e Maritta Cury
Iluminação: Vanderlei Conte
Cenografia: Cesar Rezende de Santana
Sonoplastia: Fran Landhin
Coreografia: Cristiane Mendes / Ballet Academia Club 109
Figurino: Camila Laczko
Costureiras: Arlete Castro e Cida Corrêa
Operação de Som: Rafael Junqueira
Operação de Luz: Vanderlei Conte
Visagismo: Andre Mateus / Cabelaria
Fotos: Divulgação: Adágio Produções – Joilson Kariri / Estreia: Sidnei Rodrigues
Arte Gráfica/ Identidade Visual: Alpio Stanchi
Direção de Produção: Maritta Cury
Teatro Augusta
Rua Augusta 943 – Consolação
Sala Paulo Goulart, 302 lugares. Acesso à deficiente.
De 01/07 até 01/10 (Quartas e Quintas às 21h)
INGRESSOS: R$ 50,00 (Inteira). Aceita cartões. Seguidores do instagram  @sampacomcriancas pagam R$ 20,00
INFORMAÇÕES: (11) 3151 4141

CLASSIFICAÇÃO: 14 anos

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

Arquivos

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!