Teatro nas Férias

O Teatro Folha promove durante as férias todos os dias peças teatrais para animar as férias com muita cultura.

Levar as crianças ao teatro, é sempre uma questão de costume e ir aumentando a frequência, pois é uma ótima opção de diversão.

Não se atenham a classificação indicativa, acredito que as crianças sempre aprendem algo ! Leiam sobre a peça e vejam se tem algo que chame a atenção deles, já é um ótimo começo ! Ótimos espetáculos !

Já assistimos Pedro e o Lobo (incrível como as crianças prestam atenção e aprendem sobre música e instrumentos) ; Operilda na Orquestra Amazonica (canções lindas que conhecemos e nossos filhos podem ter contato e aprender sobre música com muita diversão ) e Cinderela (muito engraçada, ótimo entretenimento para as crianças).

Segue programação :

100 + Nem Menos – Segunda-Feira, às 16h

Com técnicas de teatro, dança e animação de objetos e bonecos, “100 + Nem Menos” apresenta esquetes que reinventam brincadeiras folclóricas e temas do cancioneiro popular. Bonecos cheios de vida entram em cena, inspirados no estilo de arte naïf –típica do desenho infantil, caracterizada por traços simples e pela expressão primária de si e do mundo–, abordando o primeiro contato das crianças com o universo dos números, da matemática e do desenho, onde o contar ou riscar aparece de forma lúdica em seu cotidiano. No palco linhas coloridas flutuam pelo ar e formam algarismos, juntos a figuras com traços simples e puros que aparecem e desaparecem inesperadamente. A trilha sonora contém músicas cantadas ao vivo e outras compostas especialmente para a encenação. Uma montagem da Cia Noz de Teatro, Dança e Animação.

Classificação indicativa: a partir de 1 ano

Pinocchio – Terça-Feira, às 16h

O espetáculo “Pinocchio”, clássico do italiano Carlo Collodi, conta a história de um boneco feito com madeira mágica que ganha vida e jeito de menino. Como muitos outros garotos, Pinocchio prefere se divertir em vez de ir à escola. Ele não ouve os conselhos de seu pai e criador, o carpinteiro Gepetto, e desvia das aulas para se envolver em muitas aventuras. As peripécias de Pinocchio não impedem que Gepetto saia em busca de seu filho, e o amor que existe entre eles pode ser transformador. O espetáculo, dirigido e concebido por Pamela Duncan, e interpretado pela Cia. Urbana de Teatro, traz ao palco a saga do crescimento de Pinocchio, desde as mentiras contadas, que fazem seu nariz crescer, até os valores que o transformam em um menino de verdade.

Classificação indicativa: a partir de 4 anos

“O Corcunda Quaquá” – Quarta-Feira, às 16h

Quaquá é um sineiro que vive recluso no campanário de uma catedral. Alto e forte, porém solitário, fisicamente deformado e surdo por tocar os sinos da igreja, o rapaz conversa com amigos imaginários, escondido das pessoas que moram na cidade, por ordem de seu perverso padrasto Rollo. A aventura do estranho Quaquá começa na festa do Dia de Reis, quando ele aparece na praça, é coroado rei dos Bobos, e conhece a bela cigana Esmeralda. Cheio de humor, o espetáculo narra a grande aventura de Quaquá para salvar a preciosa cigana, com quem tem uma relação de afeto, das maldades de seu padrasto. Uma montagem vencedora do Prêmio Zé Renato, da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, e do FEMSA na categoria Melhor Ator Coadjuvante.

Faixa etária: a partir de 4 anos

“O Grande Circo Científico” – Quinta-Feira, às 16h

Dois cientistas muito malucos e atrapalhados revelam os mais divertidos números do picadeiro como nunca visto antes em “O Grande Circo Científico”, espetáculo que mistura a magia, o encantamento e a nostalgia do circo de antigamente com elementos da ciência moderna. O show revela segredos por trás da magia circense, a partir de experimentos que explicam truques apresentados, como o corajoso homem que cospe fogo, ou a habilidosa bailarina que rodopia, ou o resistente faquir que deita o corpo sobre pregos. De forma divertida, a dupla de cientistas apresenta conceitos como a gravidade, o equilíbrio e reações químicas, sempre presentes no dia a dia das pessoas. Uma montagem da Mad Science, que tem parceria com a NASA.

Faixa etária: a partir dos 5 anos

Operilda na Orquestra Amazônica – Sexta-Feira, às 16h

Neste espetáculo musical, a divertida Operilda sobe ao palco para contar a história da música erudita brasileira, de um jeito alegre e cheio de vida, ao lado de seu livro mágico e de uma camerata de seis músicos. Uma montagem dinâmica, com canções ao vivo, interação com a plateia e repertório de composições formado por nomes históricos da música erudita brasileira, como Alberto Nepomuceno, Padre José Maurício, Carlos Gomes, Ernesto Nazareth, Chiquinha Gonzaga, Xisto Bahia, Villa-Lobos, Camargo Guarnieri, Guerra-Peixe e Tom Jobim, e também músicas de origens folclóricas, africanas e indígenas brasileiras. O cenário traz referências da floresta Amazônica, com propostas lúdicas e práticas. A peça recebeu os prêmios APCA de 2013 de Melhor Musical Infantil e FEMSA na Categoria Especial, e obteve o 2º lugar dos Melhores do Ano do Guia da Folha de 2013.

Classificação indicativa: a partir de 4 anos

Cinderela – Sábado e domingo, às 16h

O clássico conto de fadas “Cinderela” foi revisitado pelo diretor Isser Korik, que se manteve fiel ao conto original, explorando a forma de narrar a história, com teatralidade, humor e criatividade.
Em cena dois atores interpretam doze personagens. Em ritmo dinâmico, eles entram e saem do palco, ora como uma bela donzela, ora como um gato malvado, ora como frágeis ratinhos, ora como megeras, ora como príncipe, ora como fada, e assim por diante. A dinâmica desperta a curiosidade das crianças. É um espetáculo ágil, engraçado, poético e cheio de surpresas.

Classificação indicativa: a partir de 3 anos

Pedro e o Lobo  -Sábado e domingo, às 17h40

Adaptação premiada da fábula musical russa, “Pedro e o Lobo” mescla a manipulação de bonecos e técnicas de teatro negro, sob a direção de Fernando Anhê.
Uma das qualidades da montagem é introduzir ao público infantil os sons de uma orquestra e apresentar seus principais instrumentos musicais.
Baseado em um antigo conto russo –sobre o menino valente que tenta capturar um lobo para salvar os bichos, seus amigos, na floresta–, o compositor Sergei Prokofiev (1891-1953) designou uma personalidade sonora para cada personagem ao criar a obra, em 1936.
O passarinho é representado pelo flautim; o gato, pelo clarinete; a pata, pelo oboé; o lobo, pelas trompas; os caçadores, pela percussão (marimba); o avô pelo fagote; e Pedro, pelas cordas.

Classificação indicativa: a partir de 3 anos

FESTIVAL DE FÉRIAS

Temporada:  de 4 de janeiro a 31 de janeiro

Apresentações: segunda a sexta, 16h; sábado e domingo, 16h e 17h40

Ingresso: R$ 30,00

*Valores referentes a ingressos inteiros. Meia-entrada disponível em todas as sessões e setores de acordo com a legislação.

Teatro Folha

Avenida Higienópolis, 618

Shopping Pátio Higienópolis

Terraço

Tel: (11) 3823-2323

São Paulo – SP

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

Arquivos

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!