Dia Mundial do Coração é alerta para cuidados com a saúde cardiovascular

Responsável por bombear o sangue, levando oxigênio e nutrientes a cada célula, o coração é um dos órgãos mais importantes do nosso corpo. E o claro é símbolo do amor.

Exatamente por isso, na data de 29 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Coração, um alerta para manter o bom funcionamento dele, com alimentação equilibrada e bons hábitos.

Temos que nos cuidar desde cedo para que as consequências de uma má alimentação não venham no futuro, para nós e nossos filhos.

Segundo estudos recentes divulgados na National Library of Medicine, evitar o consumo excessivo de gorduras “ruins” e açúcares e aumentar o consumo de fibras na alimentação ajudam a reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Numa das publicações, o estudo acompanhou cerca de 2.000 homens, com idades entre 40 e 79 anos. Os adultos que tinham uma alimentação equilibrada apresentaram menor risco de sofrer alguma doença aguda do coração nos dez anos seguintes.

A doença cardiovascular é um termo genérico que se aplica a uma série de enfermidades do sistema circulatório incluindo o coração e os vasos sanguíneos. O Dr Marcelo Bertolami, do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, alerta que existem gorduras que podem fazer bem e outras que causam mal à saúde e que aumentam os riscos dessas doenças. “O primeiro passo é não acreditar no mito de que toda gordura é ruim e aumenta o risco dessas doenças. As gorduras insaturadas podem ajudar a manter níveis adequados de colesterol no sangue”.

Para Dr Marcelo, é importante incluir alguns alimentos na rotina para auxiliar na manutenção da saúde e, principalmente, do coração. “A ingestão de ômegas 3 e 6, por exemplo, é muito importante, já que estes são nutrientes essenciais, ou seja, nosso organismo não consegue produzi-los sozinho”. Peixes, castanhas, óleos vegetais e produtos feitos à base deles, como creme vegetais, são fonte deste tipo de gordura. E, além deles, ainda vale investir no consumo de alimentos ricos em fibras, que também podem contribuir para a saúde do seu coração.



Quiz: Você cuida do seu coração? 

Em 29 de setembro celebra-se o Dia Mundial do Coração, mas ainda há muitos questionamentos sobre quais atitudes adotar no dia a dia para evitar problemas cardiovasculares.
Faça o quiz e descubra se você sabe tudo sobre como ter hábitos saudáveis e evitar essas doenças. Confira, também, o infográfico com as principais dicas sobre como cuidar do seu coração.

1. Qual a principal causa de doenças do coração?
a) Sobrepeso
b) Má alimentação
c) Sedentarismo
d) Todas as alternativas

2. Existem gorduras que, consumidas em excesso, podem fazer mal à saúde e que aumentam o risco de desenvolvimento de doenças do coração. Quais são elas?
a) Gorduras trans e saturadas
b) Gorduras poli-insaturadas e monoinsaturadas
c) Todas fazem mal à saúde
d) Nenhuma faz mal à saúde

3. Que alimentos ajudam a evitar doenças cardiovasculares?
a) Alimentos ricos em ômegas 3 e 6
b) Creme vegetal com fitoesteróis
c) Aveia
d) Todas as alternativas

4. Algumas atitudes podem auxiliar a saúde do seu coração. Qual das alternativas abaixo NÃO é aconselhável?
a) Realizar exames de dosagem de colesterol
b) Caminhar 30 minutos por 5 dias da semana
c) Excluir todos os alimentos com colesterol da dieta
d) Consumir creme vegetal

5. O colesterol “ruim” em excesso pode se depositar nas paredes das artérias do seu organismo. Qual a melhor forma de evitar que isso aconteça?
a) Aumentar o consumo de fibras
b) Aumentar o consumo de carnes vermelhas
c) Aumentar o consumo de alimentos com fitoesteróis
d) Apenas as alternativas a e c

A nutricionista Lara Natacci, da DietNet, responde:
1) D – Todas as alternativas. Pessoas que estão acima do peso têm mais chances de ter pressão alta e aumento nos níveis de colesterol e de glicose no sangue, fatores de risco para doenças cardiovasculares. Adotar uma alimentação balanceada também contribui para um coração saudável, isso porque é importante ingerir diversos nutrientes, e incluir fontes de ômegas 3 e 6 na alimentação, já que nosso organismo não os produz e eles são fundamentais para manter níveis adequados de colesterol no sangue.  Aliada a isso, a prática de exercícios físicos pode ajudar a controlar esses fatores de risco e diminuir a probabilidade de desenvolver alguma doença crônica.

2) A – Gorduras trans e saturadas. O consumo excessivo de gorduras saturadas e trans pode aumentar as taxas de colesterol no sangue.

3) D – Todas as alternativas. Uma alimentação variada, que inclua fibras, como as presentes na aveia, além de alimentos ricos em ômegas 3 e 6, como  óleos, cremes vegetais, e peixes é fundamental para auxiliar na melhora do perfil lipídico sanguíneo, ajudando a manter os níveis adequados de colesterol no sangue.

4) C – Excluir todos os alimentos com colesterol da dieta. O colesterol e as gorduras saturadas não precisam ser eliminados completamente da alimentação, já que o colesterol pode ser consumido, desde que dentro dos níveis adequados para cada indivíduo. O importante é aliar na rotina uma alimentação equilibrada e a manutenção de hábitos saudáveis.

5) D – Apenas as alternativas A e C. As fibras solúveis, presentes em alimentos como a aveia, auxiliam na redução do colesterol “ruim” do sangue. Os fitoesteróis são compostos vegetais que auxiliam na redução da absorção do colesterol. São encontrados naturalmente em verduras, legumes e óleos vegetais, porém em pouca quantidade. Para consumi-los em quantidade adequada, produtos adicionados desta substância no mercado, como alguns cremes vegetais.

Olha só essa receita com Becel com ingredientes que ajudam a reduzir o colesterol.
Uma boa alimentação, por exemplo, influencia diretamente na prevenção e controle de doenças cardiovasculares. Alguns alimentos e ingredientes podem ajudar a cuidar do seu coração, como os fitoesteróis, que ajudam a reduzir o colesterol.

Legumes Assados e Penne ao Molho Pesto

Tempo de preparo: 1 hora
Rendimento: 1 pessoa
Ingredientes
50 gramas de penne integral
1 unidade de berinjela pequena
Meia unidade de pimentão vermelho
Meia unidade de abobrinha pequena
Meia colher de chá de azeite de oliva
1 colher de chá de castanha-do-pará picada
1 unidade de tomate seco
Meia unidade de maço pequeno de manjericão fresco
Meia unidade de maço pequeno de salsinha fresca
1 colher de sopa de creme vegetal BECEL PRO-ACTIV
1 colher de café de pimenta-do-reino
Modo de preparo
1. Preaqueça o forno em temperatura alta (200°C).
2. Cozinhe a massa de acordo com as instruções da embalagem. Escorra.
3. Corte a berinjela, o pimentão vermelho e a abobrinhas em cubos grandes.
4. Pincele os legumes com um pouco de azeite de oliva e coloque-os em uma assadeira. Asse por 25 a 30 minutos ou até ficar levemente firme ao espetar um garfo. Vire os legumes duas vezes durante o processo. Salpique pimenta-do-reino.
5. Torre as castanhas-do-pará em uma frigideira até dourarem levemente. Deixe esfriar.
6. Reserve algumas folhas de manjericão para decoração. No liquidificador, bata o tomate seco, o manjericão restante, a salsinha, as castanhas torradas e o creme vegetal BECEL PRO-ACTIV. Tempere com pimenta-do-reino.
7. Junte o molho pesto e os legumes assados à massa e misture bem para que o molho incorpore.
8. Coloque a massa em um prato e sirva em seguida.
VARIAÇÃO
1. Se achar necessário, ajuste a consistência do molho pesto acrescentando uma colher (sopa) de água gelada.

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

  • Mais Acessados
  • Arquivo

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!