Teatro Gratuito: “Elisa e os Cisnes Selvagens”

O espetáculo começa num espaço repleto de caixas de mudança. Duas mulheres, que estão sendo obrigadas a deixar aquele lugar, enquanto separam seus pertences, caixas e livros, mergulham na história de Elisa e, vivenciando a história, sentem-se mais fortalecidas a enfrentarem a situação e lutarem também por uma transformação. Elisa é uma princesa que enfrenta diversos desafios, como salvar seus irmãos de uma maldição, sofrer um desterro e encarar o preconceito de um povo que não a aceita por ser diferente.

O Teatro Por Um Triz encerra a temporada do espetáculo infantil “Elisa e os Cisnes Selvagens” dias 29 e 30 de setembro, no Teatro Cacilda Becker com entrada gratuita. O trabalho foi produzido por meio do Prêmio Zé Renato de apoio à produção e desenvolvimento da atividade teatral para a cidade de São Paulo – 6ª edição.

Com texto de Márcia Nunes e Péricles Raggio, que também assina a direção, a peça é uma livre adaptação do conto de fadas “Os Cisnes Selvagens”, de Hans Christian Andersen.

Na história, 12 irmãos (11 príncipes e 1 princesa) são expulsos de seu reino por uma madrasta má. Os meninos sofrem uma maldição da madrasta, que faz com que eles se transformem em cisnes durante o dia e só voltem à forma humana a noite, por isso são obrigados a migrar, como todas as aves migratórias. Elisa, a irmã, é forçada a trabalhar na casa de camponeses. Quando crescem, os irmãos se reencontram. Elisa migra com seus irmãos para outro reino e lá, apesar de despertar o amor do rei, é rejeitada pela população local e pelo Primeiro Ministro, que veem nela uma ameaça ao status quo daquela sociedade. Com perseverança, Elisa consegue descobrir uma forma de salvar os irmãos do terrível feitiço, e ao final da história, ela e seus irmãos conquistam o respeito da população daquele reino provocando mudanças significativas naquela sociedade.

O grupo encontrou no conto a possibilidade de abordar com as crianças questões como a intolerância e a importância do respeito e aceitação do diferente. A encenação utiliza a linguagem do Teatro de Papel, explorando técnicas como pop-up, bonecos bi e tridimensionais, origami, kirigami, sombras, etc, pesquisando as diversas possibilidades que o papel oferece.

Elisa tem forte traço de personalidade: a persistência. Ela não se entrega frente a uma situação injusta, mas se propõe a buscar uma mudança de sua realidade. E graças a essa perseverança,  ela consegue reencontrar seus irmãos e descobre que eles sofreram um encantamento que os transformou em Cisnes. Existem vários contos onde os irmãos são retratados como rivais. Neste caso não. Elisa mostra outros aspectos existentes na relação entre irmãos: o de cooperação e do fortalecimento dos laços fraternos. Decidem ficar juntos novamente e, unidos, decidem e buscam soluções para seus problemas. Mas é Elisa quem descobrirá uma forma de desfazer o feitiço da madrasta. Para isso, passará por uma terrível prova.

“Elisa e os Cisnes Selvagens”

Até 30 de setembro de 2018
Sábado e domingo, às 16h

Ingressos GRATUITO , devem ser retirados 1 uma hora antes do espetáculo
Duração 50 minutos
Classificação Livre

Teatro Cacilda Becker
Rua Tito, 295, Lapa/ SP
Informações: (11) 3864-4513

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

  • Mais Acessados
  • Arquivo

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!