A importância da matemática para o desenvolvimento infantil

A matemática está presente na vida das crianças antes mesmo de elas ingressarem na escola. No cotidiano, os pequenos se deparam constantemente com formas e números. Portanto, quanto mais cedo eles começarem a estudar esta disciplina, mais completa será a interação que terão com o ambiente à sua volta.

O aprendizado da disciplina faz parte das atividades diárias por toda a vida de uma pessoa. No caso das crianças, o estímulo às habilidades numéricas e aritméticas na primeira infância (nos primeiros cinco anos de vida) é fundamental para o desenvolvimento da lógica-matemática.

Desde que começou a fazer a disciplina no Kumon, o Arthur vem aprendendo a amar , e conforme o tempo passou se tornou uma das matérias preferidas. No início veio a apreensão pois ele tinha péssimas notas, conseguiu aprender , se recuperar e tirar a nota máxima na escola, desde então ele vem muito aplicado no relacionamento sério com os números.

O que deve acontecer no dia a dia é tornar as experiências de aprendizado dos números algo prazeroso e, assim, estimular as crianças a continuar querendo saber mais e praticar com frequência. “Por exemplo, uma criança ao estar diante de dois elevadores (independentes entre si) deve chamar aquele que estiver mais próximo do seu andar para economizar energia elétrica. O raciocínio utilizado para isso depende de suas habilidades desenvolvidas. São pequenas coisas que podem e devem ser feitas rotineiramente”, diz Elza Midori Yamamoto, Bacharel em Química formada pela USP (Universidade de São Paulo), há quase 30 anos no Kumon e atualmente gerente do setor de Matemática.

Ainda, segundo a executiva, o maior benefício do estudo da matemática na primeira infância é torná-la algo natural e rotineiro na vida da pessoa por toda a vida. Falar da disciplina deve ser uma coisa tão comum quanto mexer em smartphones.

O incentivo ao gosto pela matemática é uma consequência do uso diário e pode começar em casa. Durante as compras em um supermercado, a mãe pode dizer à criança que tem um valor reservado para as compras de lanches/guloseimas e solicitar à ela que selecione os produtos desejados, mas que fiquem dentro do valor do estipulado. Com esse tipo de prática, a criança entende que os números são instrumentos que auxiliam a planejar e a executar as atividades dentro das metas.

Primeira infância

Ter contato com a disciplina desde a infância estimula a visão analítica, o levantamento de hipóteses e a resolução de desafios, levando as crianças a aplicarem os conceitos da matéria na sua rotina e a se sentirem seguras para continuar aprendendo.

A matemática é fundamental para o desenvolvimento cognitivo dos pequenos, ou seja, para a construção de sua capacidade de pensar. Quanto mais cedo eles tiverem contato com a disciplina, mais ferramentas terão para compor sua personalidade e entender o ambiente em que vivem.

A disciplina também trabalha a organização, a concentração e a criatividade, habilidades que contribuem para um bom desempenho nas demais componentes do currículo escolar e ajudam a se tornarem cidadãos mais críticos e conscientes.

O Kumon utiliza um método único, que estimula a concentração, o raciocínio e a autonomia nos estudos. A ideia é que a criança se sinta motivada e confiante para prosseguir no seu ritmo, sem pressões nem estresses desnecessários. As atividades de matemática foram feitas para desenvolver o raciocínio lógico e a capacidade básica de cálculo, competências muito importantes na escola, nos vestibulares, na vida profissional e em muitas áreas da vida pessoal. Logo, quanto mais cedo os pequenos adquirirem essas habilidades, mais oportunidades terão no futuro.

Três dicas para incentivar a criança a gostar de matemática

O aprendizado da matemática está presente em todas as atividades diárias de uma pessoa. No caso das crianças, o estímulo às habilidades numéricas e aritméticas na primeira infância (nos primeiros cinco anos de vida) é fundamental para o desenvolvimento da lógica-matemática.

Ter contato com a disciplina desde a infância estimula a visão analítica, o levantamento de hipóteses e a resolução de desafios, levando as crianças a aplicarem os conceitos da matéria na sua rotina e a se sentirem seguras para continuar aprendendo.

De acordo com Elza Midori Yamamoto, Bacharel em Química formada pela USP (Universidade de São Paulo), há quase 30 anos no Kumon e atualmente gerente do setor de Matemática, a disciplina também trabalha a organização, a concentração e a criatividade. “São habilidades que contribuem para um bom desempenho nas demais componentes do currículo escolar e ajudam os pequenos a se tornarem cidadãos mais críticos e conscientes”, diz.

Confira mais algumas dicas para incentivar seu filho a gostar da matemática.

Comece desde cedo
Antes mesmo de entrar na escola, é importante que os pais mostrem como a matemática está presente nos acontecimentos do dia. Quando estiver preparando o lanche, mostre a quantidade de ingredientes na mesa, deixe que a criança aprenda a contar quantos biscoitos comerá ou quantas laranjas se faz um copo de suco.

Ensine seu filho a usar o dinheiro
A matemática é base da contabilidade e isso fará parte da vida do seu filho quando ele crescer. Ainda na infância, é importante que aprendam como utilizar de maneira correta e inteligente o dinheiro. Ensine ao seu filho quanto custa os pães do café da manhã, como lidar com trocos ou como economizar na mesada para comprar brinquedos educativos.

Demonstre entusiasmo
Para aprender a gostar, a criança precisa perceber que os pais também gostam. Por isso, sempre deve haver muito entusiasmo ao falar em cálculos, números e conceitos matemáticos.

O Kumon utiliza um método único, que estimula a concentração, o raciocínio e a autonomia nos estudos. A ideia é que a criança se sinta motivada e confiante para prosseguir no seu ritmo, sem pressões nem estresses desnecessários. As atividades de matemática foram feitas para desenvolver o raciocínio lógico e a capacidade básica de cálculo, competências muito importantes na escola, nos vestibulares, na vida profissional e em muitas áreas da vida pessoal. Logo, quanto mais cedo os pequenos adquirirem essas habilidades, mais oportunidades terão no futuro.

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Busca

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

  • Mais Acessados
  • Arquivo

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!