EDUCAÇÃO NA QUARENTENA | Plataforma abre 20 mil vagas gratuitas para alunos de escolas públicas estudarem para ENEM e vestibulares

Os alunos das escolas públicas brasileiras ainda podem pleitear uma das 20 mil vagas disponibilizadas pela Geekie para a plataforma de estudos focada no ENEM e em vestibulares. Como parte do plano de colaborar com os estudantes nesse período de suspensão das aulas, o negócio de impacto social anuncia a gratuidade do Geekie Games. Os jovens podem se inscrever para receber o benefício pelo site  https://materiais.geekie.com.br/bolsas-geekiegames

Geekie Games é uma plataforma intuitiva, que conta com plano de estudos personalizado e traz um diagnóstico e gera um plano de estudos com base nas disciplinas e temas que o aluno tem mais dificuldade. Essa análise resulta na recomendação de conteúdos essenciais para aprimorar o desempenho do estudante, principalmente em disciplinas sequenciais como Matemática, Química e Física, nas quais o conhecimento é construído a partir de outro prévio. Em 2016, Geekie Games foi selecionado como a ferramenta de estudos oficial para o ENEM e contou com o reconhecimento do Ministério da Educação e Cultura (MEC).

Segundo Claudio Sassaki, cofundador da Geekie e mestre em Educação pela Universidade de Stanford, a medida visa contribuir para que os jovens possam se preparar para exames como ENEM e vestibulares. “Com a suspensão das aulas por tempo indeterminado, como medida preventiva para evitar a disseminação do coronavírus (Covid-19), os estudantes que estão se preparando para o ENEM e exames vestibulares têm um desafio a mais e podem ser prejudicados. Para auxiliar os jovens e adultos a manterem uma rotina de estudos e preparo, decidimos abrir a plataforma Geekie Games. É a nossa forma, como negócio de impacto social, de fazer a nossa parte para que, como sociedade, possamos vencer esse grande desafio de saúde pública”, afirma Sassaki. O executivo acrescenta que o Geekie Games já está sendo utilizado por 115 mil estudantes. Desde a criação, a plataforma já foi utilizada por mais de 12 milhões de alunos.

Ao longo da trajetória, a plataforma Geekie Games auxiliou 73% de estudantes brasileiros com idade entre 18 anos e 24 anos: 22% entre 25 anos e 44 anos; e 5% com mais de 44 anos, sendo 64% de mulheres e 36% de homens. Destes, 72% são de escolas públicas e 28% particulares.  Uma avaliação sobre o impacto da plataforma atestou que alunos que seguiram o plano de estudos personalizado na sua totalidade tiveram uma evolução cinco vezes maior do que a obtida por estudantes com mesmo grau de engajamento, mas que não se guiaram pela tecnologia adaptativa. “Fica muito perceptível o quanto um estudante pode se desenvolver se for bem orientado, principalmente, quando esse apoio se dá de forma personalizada”, acrescentou Claudio Sassaki. 

Como funciona?

O primeiro passo é, na plataforma Geekie Games fazer o simulado a partir de uma prova elaborada nos moldes do Exame Nacional do Ensino Médio; com o resultado é possível obter uma série de informações sobre como o estudante respondeu o conjunto de questões. Os dados de vários estudantes juntos, ao serem submetidos a uma análise, apresentam evidências se o candidato realmente aprendeu algo ao longo da avaliação, se chutou (respondeu ao acaso) a maior parte das questões de forma aleatória ou se apresentou queda em seu desempenho ao longo do tempo da prova. Esses dados são reunidos para alimentar um algoritmo – um código programado em uma máquina, de forma simplificada e superficial –, baseado na Teoria de Resposta ao Item (TRI), que é uma modelagem estatística, empregada no cálculo da nota do Enem, que permite estimar a proficiência de um aluno e compará-la entre avaliações diferentes.

Ao final do simulado, o estudante tem uma nota estimada – sendo cada uma para os quatro braços latentes na matriz do ENEM. Com isso, pode comparar o resultado obtido com a nota de corte no curso e universidade pretendidos. A partir do diagnóstico baseado nesse desempenho, Geekie Games produz um roteiro de estudos personalizado. São mais de 640 aulas alinhadas à matriz curricular do ENEM, cobrindo 400 tópicos em nove disciplinas e redação; são vídeos, textos, mais de 5.700 exercícios e resumos de aula. A empresa contratou a consultoria Metas Sociais – referência em avaliação de iniciativas de educação – para investigar o potencial impacto causado pelo uso do Geekie Games e, dos 143 mil estudantes pesquisados, o aumento foi de 72 pontos TRI, ou seja, a solução tem real potencial de diminuir o gap entre o ensino privado e público, que ao longo dos últimos anos foi de em média 70 pontos na escala TRI. A pesquisa mostrou que os grupos que mais se beneficiaram foram os que estudam em escolas públicas; estudantes que trabalham e estudam; e com nível socioeconômico mais baixo. “Todos tiveram o Geekie Games como um diferencial para o preparo para a realização do sonho de ingressar no ensino superior”, afirma Claudio Sassaki.

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Busca

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

  • Mais Acessados
  • Arquivo

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!