18º Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) será online e com programação gratuita de filmes

No ano em que completa a ‘maioridade’, o Festival Internacional de Cinema Infantil comemora a data com programação de filmes gratuita, em sua primeira versão integralmente digital. De 9 de outubro a 2 de novembro, o FICI Onlineapresenta mais de 100 títulos, entre curtas, médias e longas-metragem, séries televisivas e conteúdos diversos, divididos por 15 salas, de acordo com temas e faixa etária. 

O festival lança também uma plataforma permanente de streaming para exibição de vídeos de internet escolhidos através da curadoria do FICI, além de espetáculos de teatro, dança, música, clipes, oficinas, jogos e aulas. Painel de debates que há 11 anos reúne expoentes do audiovisual para discutir os rumos da produção, narrativas e linguagem infanto-juvenil, o Fórum Pensar a Infância apresenta dez palestras e dedica parte de sua programação a neurocientistas para falar sobre o desenvolvimento cerebral na primeira infância.

Através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, o 18º Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) tem patrocínio da Cinemark, conta com o apoio do Telecine e da Mistika Post, coprodução da Esmeralda Produções e realização da Copacabana Filmes e Produções, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

A nova plataforma de streaming contará com salas permanentes e temporárias, que serão abertas durante o FICI Online. As permanentes abrigarão programação variada, com clipes musicais, canções e espetáculos de dança (Roda); oficinas, jogos e aulas (Conecte); vídeos da internet (FICI Indica), além da sala dedicada ao Fórum Pensar a Infância, que este ano será dividido em dois blocos. O primeiro se debruça sobre as narrativas, linguagens e produção audiovisual, passando pela direção (Rosane Svartman), animação (Andrès Lieban), trilha sonora (André Abujamra), formatação de projetos (Clélia Bessa) e pitching (Victor Lopes), que terá inscrição no site do festival (fici.com.br). O segundo bloco tem foco na Primeira Infância, com palestras de neurocientistas sobre a formação do cérebro (Patricia Garcez), o aprendizado da comunicação (Olga Rolim Rodrigues), a neuroplasticidade – o que modifica do cérebro na infância e no decorrer da vida (Roberto Lent), a influência da alimentação, do sono e do exercício no desenvolvimento humano (Sergio Gomes da Silva) e como se desenvolvem as competências sócio-emocionais (Rochele Fonseca).

A mostra Novos Olhares é outra novidade da programação do FICI Online. Os filmes selecionados, em sua maioria curtas e médias metragens, e mesmo um clipe, têm em comum a participação de crianças e adolescentes na produção e realização, sob a tutoria de professores e profissionais do cinema, e criados a partir de oficinas e projetos pedagógicos de instituições de ensino como a Escola Nova, no Rio de Janeiro, a oficina Cinemin, de Salvador, entre outras do Paraná, Espírito Santo, São Paulo e Pernambuco. Um dos destaques é O outro lado do outro, de Rita de Cacia Oenning da Silva e Kurt Shaw. Crianças de uma favela de Recife fazem um filme sobre o que imaginam ser a realidade das crianças de um condomínio de classe média, enquanto estas fazem o mesmo sobre o primeiro grupo. Os dois filmes são exibidos para todas as crianças, que, ao se encontrarem, podem confrontar seus preconceitos, desmistificar estereótipos e, enfim, conhecer ‘o outro lado do outro’.

O FICI Online irá espalhar sua programação por todos os canais digitais do festival com sete vídeos de curtíssima duração, as Pílulas Online. A Menina Robô, Carpe Diem e Vida Real são alguns desses títulos que serão exibidos apenas nas redes sociais.

Uma boa chance para todo o país conhecer filmes que fizeram sucesso em edições anteriores do festival e nunca tiveram veiculação comercial no Brasil é a mostra Melhores do FICI. Do Meu Tamanho (Alemanha), Alfie, O Pequeno Lobisomem(Holanda), Iep! (Bélgica e Holanda) e Heavysaurs (Finlândia) são alguns deles. Já a parceria com o Telecine traz os sucessos Dora e a Cidade Perdida, D.P.A. 2 – O mistério italiano, Tito e os Pássaros e Turma da Mônica – Laços, entre outros.

O FICI abre espaço também para as produções televisivas e da internet na mostra Melhor da Telinha, exibindo episódios de séries e filmes como O Brasil de Tuhu – Nesta Rua, Meu Irmão Nerd, Astrobaldo, Animazoo e Sapo Xulé.

O Prêmio Brasil de Cinema Infantil, programa competitivo do FICI, recebeu a inscrição de 153 filmes em sua 13ª edição. A seleção final conta com 28 curtas, divididos nas sessões Animação (+ 6 anos), Histórias Curtas (+ 8 anos) e Mostra Teen (+ 10 anos). O grande vencedor será eleito pelo júri oficial, mas, assim como nas edições anteriores, o público poderá escolher seus filmes preferidos na categoria Voto Popular. A novidade é que a votação será estendida a todos os títulos do festival, mesmo aqueles fora do Prêmio Brasil. Cada mostra/categoria terá seu vencedor, anunciados no encerramento do FICI.

 

SOBRE O FICI

Desde a primeira edição, em 2003 – quando apresentou cinco filmes brasileiros e dez de outros nove países –, o Festival Internacional de Cinema Infantil, dirigido por Carla Camurati e Carla Esmeralda, já exibiu mais de 1.100 títulos, de 36 países, para um público superior a 1,8 milhão de espectadores (dos quais 930 mil alunos e professores da rede pública de ensino, muitos em seu primeiro contato com o cinema).

 

FICHA TÉCNICA:


18º FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA INFANTIL – FICI

Apresentação: Ministério do Turismo e Secretaria Especial da Cultura através da Lei Federal de Incentivo à Cultura

Patrocínio: Cinemark

Apoio: Telecine e Mistika Post

Coprodução: Esmeralda Produções

Realização: Copacabana Filmes e Produções, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal

Direção: Carla Camurati e Carla Esmeralda

 

De 9 de outubro a 2 de novembro


Acesso gratuito*


Filmes Telecine – acesso de assinantes no app Telecine Play

 

Mais informações e programação completa:

Fici.com.br

Facebook.com/FICIOficial

Instagram.com/FICIOficial

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Busca

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

  • Mais Acessados
  • Arquivo

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!