Museu do Ipiranga lança desafio para desenvolvimento de jogos sobre seu acervo, arquitetura e história

 O Museu do Ipiranga convida o público a transformar seu acervo e sua história em jogos. Por meio do VII Festival Games for Change América Latina, que será sediado pela USP entre os dias 5 e 12 de dezembro, a instituição busca interessados em “gamificar” a memória do Museu, criando novas dinâmicas de interação com o público. 

Os vencedores ganharão, além de recompensas e prêmios em criptomoedas WiBX e Moeda da Paz, a oportunidade de ter seus jogos desenvolvidos ao longo de 2021, com lançamento previsto no Dia da Independência do próximo ano. A participação não é restrita a desenvolvedores e programadores – qualquer um com uma ideia pode participar. Os jogos, uma vez desenvolvidos, serão usados gratuitamente por escolas e instituições do ramo como ferramenta de ensino sobre o Museu do Ipiranga e a história do Brasil.

Essa é mais uma iniciativa pioneira do Museu do Ipiranga no meio digital, já que a maior parte das instituições culturais trabalham com exposições virtuais, e não jogos. Já foi lançado, inclusive, um aplicativo em realidade 3D com duas exposições do Museu do Ipiranga, que você pode conferir aqui.

O Gamers do Ipiranga é um dos desafios propostos no VII Festival Games for Change América Latina, evento online que reúne mentorias, game jams (atividade voltada à criação de jogos), playtestes, feira de negócios, networking, minicursos e uma etapa competitiva, o Pitch for Change, com premiações especiais. Desde 2004, a rede Games For Change capacita e incentiva designers de jogos e mídias imersivas a criar tecnologias transformadoras, que facilitem os processos de aprendizagem, transformação e emancipação democrática. O Festival traz, em sua oitava edição na América Latina, oportunidades de aprendizagem, interação, imersão, recompensas e prêmios. Confira a programação e se inscreva: http://latam.gamesforchange.org .

Com o acompanhamento de mentores, os inscritos no desafio “Gamers do Ipiranga” usarão a arquitetura, a história e os acervos para criar ambientes com os quais se possa aprender jogando. Entre os dias 7 e 9 de dezembro, acontece um período de aprendizagem colaborativa, no qual um comitê formado por acadêmicos ligados ao Museu, coordenadores do Games for Change, desenvolvedores e promotores de festivais de games darão sugestões e tirarão dúvidas sobre os projetos. No dia 11, às 14h, os criadores participarão ao vivo do evento “Pitch for Change”, no qual explicarão suas propostas. E, no dia 12, serão anunciados os vencedores do desafio, que receberão Prêmios Especiais atribuídos pelos Júris Popular e Especializado, além de recompensas e premiações em WiBX (Brasil) e Moedas da Paz (Japão).

Até três propostas selecionadas pelo Gamers do Ipiranga serão convidadas a desenvolver seus jogos ao longo do primeiro semestre de 2021. As etapas, regras e o tipo de apoio serão estabelecidos pelo Comitê de Seleção formado por especialistas. Não há pré-requisito para participação. Podem participar profissionais, pesquisadores e estudantes de todos os níveis, desde o ensino médio até o pós-doutoramento. Basta ter uma boa ideia e vontade de desenvolver um jogo eletrônico para o Novo Museu Ipiranga.

O desafio para a criação de games sobre o Novo Museu do Ipiranga é apenas uma das várias iniciativas digitais da instituição, que busca se aproximar de um público mais jovem. Em comemoração à Independência do Brasil, neste ano, foi lançado o aplicativo Museu do Ipiranga Virtual, com duas exposições interativas: Retratos da Independência e Dirigíveis de Santos Dumont – ambas patrocinadas pela EMS. O site do aplicativo teve um total de cerca de 15 mil acessos, com mais de 5 mil cadastros. Há previsão de que novas exposições digitais sejam lançadas ao longo do próximo ano. Além disso, junto ao Wiki Movimento Brasil, foram realizadas diversas maratonas de edição para aprimoramento de verbetes na Wikipédia, bem como para a digitalização de seu acervo, colaborando com bandeiras de conhecimento aberto e licenças livres. Agora, com este desafio, o Museu do Ipiranga mais uma vez se mostra pioneiro em iniciativas digitais, já que as instituições culturais que atuam no meio digital oferecem, salvo tímidas ações, visitas virtuais que não se configuram como jogos.

VII Festival Games for Change América Latina

5 a 12 de dezembro

http://latam.gamesforchange.org

Inscrições abertas

Consulte os valores no site do Festival

Museu do Ipiranga – USP

Fechado desde 2013, o Museu do Ipiranga da USP seguiu em atividade com eventos, cursos, palestras e oficinas em diversos espaços da cidade. As obras de restauro, ampliação e modernização do Museu são financiadas via Lei de Incentivo à Cultura. A gestão do Projeto Novo Museu do Ipiranga é feita de forma compartilhada pelo Comitê Gestor Museu do Ipiranga 2022, pela direção do Museu do Ipiranga e pela Fundação de Apoio à USP (FUSP). As obras se iniciaram em outubro de 2019 e a expectativa é que seja reaberto em setembro de 2022, para a celebração do bicentenário da Independência do Brasil. Para mais informações sobre o restauro, acesse o site museudoipiranga2022.org.br .

O edifício, tombado pelo patrimônio histórico municipal, estadual e federal, foi construído entre 1885 e 1890 e está situado dentro do complexo do Parque Independência. Concebido originalmente como um monumento à Independência, tornou-se em 1895 a sede do Museu do Estado, criado dois anos antes, sendo o museu público mais antigo de São Paulo e um dos mais antigos do país. Está, desde 1963, sob a administração da USP, atendendo às funções de ensino, pesquisa e extensão, pilares de atuação da Universidade.

As obras do Novo Museu do Ipiranga são financiadas via Lei de Incentivo à Cultura.

Patrocinadores e parceiros: Banco Safra, BNDES, Bradesco, Caterpillar, Comgás, CSN – Companhia Siderúrgica Nacional, EDP, EMS, Fundação Banco do Brasil, Honda, Itaú, Pinheiro Neto Advogados, Postos Ipiranga, Sabesp, Vale.

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Busca

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

  • Mais Acessados
  • Arquivo

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!