GRATUITO e ONLINE. Grupo Rosas Periféricas, abre programação para crianças e jovens

O Grupo Rosas Periféricas, atuante no Parque São Rafael, Zona Leste de São Paulo, dá início ao projeto Rosas Faz 10 Anos – Memórias de Um Teatro Maloqueiro, contemplado na 34ª edição do Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo, com a realização de saraus, oficinas e grupos de teatro convidados. O projeto tem duração de dois anos e a primeira etapa está em andamento. As atividades online abertas ao público (todas grátis, pelas redes sociais do grupo) já começaram.

Em abril, acontecem três oficinas de arte para crianças e jovens, que se estendem até final de maio, com inscrições pelo Facebook do Grupo Rosas Periféricas: Brincadeiras de Rua com Fellipe Michelini (03/04 a 22/05, sábados, às 11h); Escrita Criativa – Cenopoesia com Jô Freitas (7/4 a 26/5, quarta, às 19h); e Percussão Afro-brasileira com Adriana Aragão (09/04 a 28/05, sextas, às 19h).

Rosas Faz 10 Anos – Memórias de Um Teatro Maloqueiro busca visibilidade e possibilidade de pesquisa para o grupo de teatro que trabalha em um dos extremos da grande metrópole. Sua produção parte de pesquisas e estudos imersivos no universo da mulher e da criança, no trabalho e na memória do bairro. Durante dois anos, reunirá profissionais, artistas e projetos atuantes no mesmo universo do grupo, que compartilham experiências e trabalhos, tecendo uma rede cultural na periferia. Uma mostra de repertório do Grupo Rosas Periféricas acontecerá ao longo do projeto com produções realizadas entre 2009 e 2019, incluindo os infantis Rádio Popular da Criança (2013), e Ladeira das Crianças – TeatroFunk. Na programação tem ainda a edição de um livro com a trajetória do grupo e a produção de um filme com todo o processo do projeto Rosas Faz 10 Anos. Com esta jornada, o Rosas Periféricas pretende refletir sobre o próprio trabalho, a partir do distanciamento produzido pelo tempo e pela revisitação de sua obra, além de concretizar diálogos artísticos e comprovar que o público periférico pode e deve acessar a arte, mesmo que pareça algo distante.

Para crianças e jovens

Oficina: Brincadeiras de Rua

Ministrante: Felipe Micheline

03, 10, 17 e 24 de abril. Domingos, às 11h

01, 08, 15 e 22 de maio. Domingo, às 11h

Inscrições: Online – Facebook/rosas.perifericas (plataforma Google Meet).

Grátis. Público alvo: a partir de 7 anos. 20 vagas. Duração: 1h.

A oficina Brincadeiras de Rua convida crianças a partir de 7 anos para a criação de um espaço online de jogos, brincadeiras e construção de brinquedos. Com muita diversão, alegria e arte, Felipe Michelini conduz os pequenos pelo universo lúdico dos jogos, das cantigas e dos brinquedos de diferentes regiões do Brasil. A oficina é composta por oito encontros online. A cada aula, Felipe e as crianças vão brincar de imaginar, contar histórias, reinventar os espaços das casas, construir brinquedos e criar jogos. A oficina promete ser um espaço online para todos contarem suas histórias, levar suas vivências e inventar novas brincadeiras para descontrair nesse momento de isolamento social.

Oficina: Escrita Criativa – Cenopoesia

Ministrante: Jô Freitas

Jô Freitas  é atriz, poeta e escritora. 

07, 14, 21 e 28 de abril. Quarta, às 19h

05, 12, 19 e 26 de maio. Quarta, às 19h

Inscrições:  Online – Facebook/rosas.perifericas (plataforma Google Meet).

Grátis. Público alvo: a partir de 14 anos. 20 vagas. Duração: 1h.

A oficina Escrita Criativa – Cenopoesia ocorre a partir do cenário de saraus literários e slams de poesia, onde o corpo se torna um elemento fundamental para a expressão da palavra. Nessa oficina, por meio de jogos cênicos e exercícios de construção poética escrita e corporal, as(os) participantes vivenciam exercícios de consciência e expressão corporal individual e coletivamente, aliados à concepção de construção poética. Ao final, acontece apresentação de performances, cenas e poesias desenvolvidas na oficina.

Oficina: Percussão Afro-brasileira

Ministrante: Adriana Aragão

09, 16, 23 e 30 de abril. Sexta, às 18h

07, 14, 21 e 28 de maio. Sexta, às 18h

Inscrições:  Online – Facebook/rosas.perifericas (plataforma Google Meet).

Grátis. Público alvo: a partir 14 anos. 20 vagas. Duração: 1h.

Ministrada por Adriana Aragão, a oficina de Percussão Afro-brasileira tem o objetivo de proporcionar aos jovens da comunidade uma vivência da cultura, da música e dos ritmos afro-brasileiros. O foco é a preservação de nossa diversidade cultural por meio de vivências e exercícios rítmicos com abordagem histórica (oralidade e prática da cultura de matriz africana), habilitando os participantes à prática de tocar um instrumento ou um objeto sonoro de forma consciente. Serão trabalhados os ritmos maracatu, samba reggae e coco.

  

Os demais eventos da programação de Rosas Faz 10 Anos – Memórias de Um Teatro Maloqueiro estão disponível nas redes sociais do Grupo Rosas Periféricas: Instagram/rosasperifericas; Facebook/rosas.perifericas; Youtube/RosasPeriféricas

 

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest

Busca

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

  • Mais Acessados
  • Arquivo

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!