Teste do Pezinho: Entenda a importância da triagem neonatal

Hoje, todos os bebês nascidos no Brasil têm o direito de realizarem gratuitamente o Teste do Pezinho – uma triagem neonatal, capaz de detectar até 6 doenças. O exame consiste em coletar algumas gotas de sangue do calcanhar do recém-nascido, entre o segundo e o quinto dia do nascimento.

As doenças que o teste é capaz de identificar são: Fenilcetonúria; Hipotireoidismo congênito; Deficiência de biotinidase; Fibrose cística; Anemia falciforme; Hiperplasia adrenal congênita (HAC). Porém, no mês de maio deste ano o governo sancionou uma lei de ampliação do teste, que após uma publicação do Diário Oficial da União, disponibilizará aos recém-nascidos uma versão ampliada do exame, que permitirá identificar 53 doenças.

O texto aprovado pelo Congresso Nacional, prediz que os novos diagnósticos englobarão as seguintes doenças: toxoplasmose congênita e outras hiperfenilalaninemias, galactosemias, aminoacidopatias, distúrbios do ciclo da uréia, distúrbios da beta oxidação dos ácidos graxos, doenças lisossômicas, imunodeficiências primárias e atrofia muscular espinhal.

Apesar de ser considerada uma grande vitória para a saúde pública nacional, o teste do pezinho ampliado ainda não é capaz de identificar centenas de doenças graves e silenciosas que já conseguem ser detectadas por meio de outros testes desenvolvidos pelo estudo da ciência genética. Conheça mais sobre os testes importantes quanto o Teste do Pezinho:

Teste do Olhinho:

É um teste simples, que busca identificar um reflexo vermelho que aparece quando um feixe de luz ilumina o olho do bebê. Ele pode detectar qualquer alteração que cause obstrução no eixo visual, como catarata, glaucoma congênito e outros problemas. O diagnóstico antecipado pode facilitar o tratamento e até garantir o desenvolvimento normal da visão. A recomendação é que o Teste do Olhinho seja feito assim que o bebê nasce, não se estendendo para além da primeira semana de vida do bebê.

Teste da Orelhinha:

O teste é indicado, entre 24h e 48h de vida do bebê e detecta possíveis problemas auditivos no recém-nascido. Ele deve ser feito assim que o bebê nasce ou até no máximo 3 meses de vida para crianças que não nasceram em maternidades hospitalares. Há uma lei que nenhuma criança saia da maternidade sem ter feito o teste. O Teste da Orelhinha é indolor, dura em torno de 10 minutos e é realizado com o bebê dormindo. Algumas doenças como a surdez congênita também são triadas em testes genéticos, como da Bochechinha.

Teste do Coraçãozinho:

O teste usa um oxímetro – parece uma pulseirinha – na mão e no pé do bebê para medir a oxigenação do sangue do recém-nascido. Caso algum problema seja detectado, o bebê é encaminhado para especialista do coração para indicar o melhor tratamento. Problemas no coração são a terceira maior causa de morte em recém-nascidos. Ele deve ser realizado entre 24h e 48h após o nascimento.

Teste da Bochechinha:

É um teste de mapeamento genético capaz de identificar a predisposição genética de bebês a mais de 320 doenças raras, graves, silenciosas e tratáveis, desenvolvidas na primeira infância. O meuDNA Bochechinha é indolor e feito através de um cotonete especial que é inserido na boca do pequeno paciente, fazendo uma raspagem na parte interna da sua bochecha para absorver a saliva que será analisada. Todos os riscos que podem ser identificados pelo Teste da Bochechinha se referem a doenças tratáveis. Ele é indicado desde o primeiro dia de vida até o primeiro ano de idade.

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

  • Mais Acessados
  • Arquivo

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!