Há idade certa para colocar aparelho ortodôntico nas crianças?

Os dentes desalinhados ou tortos são comuns na infância. Geralmente, podem ser identificados a partir dos seis anos de idade, e não apenas incomodam esteticamente, como também, na maioria dos casos, são um sinal para os pais de que os filhos terão a necessidade de fazer uma correção na arcada dentária, por meio de um tratamento com aparelho ortodôntico.

Cerca de 66% das crianças sofrem algum problema relacionado ao mau posicionamento dos dentes, de acordo com a última Pesquisa Nacional de Saúde Bucal, realizada pelo Ministério da Saúde.

A eficácia dos alinhadores para a correção do desalinhamento dos dentes, fez surgir novos fabricantes nacionais e internacionais, reduzindo os custos e tornando o tratamento mais acessível. Um exemplo no mercado brasileiro é a Esthetic Aligner, empresa brasileira fabricante de alinhadores ortodônticos, que apenas em setembro produziu mais de 15 mil alinhadores.

“Cerca de 20% dessa quantidade é destinada para crianças e adolescentes. Desde 2016, investimos mais de R$10 milhões na produção destinada ao público jovem e esperamos que nos próximos dois anos, metade dos nossos alinhadores sejam para crianças e adolescentes”, explica o Dr. Fernando Buranello, sócio da Esthetic Aligner.

Os alinhadores são indicados para crianças a partir dos seis anos de idade, embora possam parecer uma novidade para muitos pais, os alinhadores ortodônticos existem há um algum tempo. O que, de fato evoluiu, foi a tecnologia, permitindo que o tratamento se tornasse viável para casos mais complexos e para o tratamento de crianças e adolescentes.

Afinal, qual a diferença entre aparelhos fixos e alinhadores?

O “aparelho fixo”, conhecido como das “borrachinhas coloridas”, já foi um queridinho de crianças e adolescentes, porém, nos últimos anos, o cenário mais recorrente é o da preferência por um item mais discreto na hora de cuidar do sorriso.

Os braquetes, ou seja, aparelhos fixos, podem causar ferimentos na boca por causa dos fios metálicos, dificuldade na escovação e utilização de fio dental, limitações alimentares, dores localizadas no maxilar pela força manual aplicada, restrição na liberdade da rotina, entre outros pontos negativos.

Já os alinhadores trouxeram a possibilidade de exibir um sorriso perfeito sem precisar dos fios, da preocupação com o que comer ao sair com os colegas, menor tempo de tratamento, e essa conjuntura de fatores vem encantando os mais jovens, assim como traz mais tranquilidade para os pais durante o processo de tratamento.

Buranello explica que logo na primeira consulta, a criança tem a sua boa escaneada, e o caso é planejado com um software 3D. “Neste momento, os pais conseguem ter uma previsão mais precisa do tempo de tratamento e da evolução do caso do filho”, comenta.

Casos simples podem ser tratados em seis meses. Já casos mais complexos podem chegar até 24 meses, apenas o dentista pode avaliar e fazer uma previsão do tratamento.

Abaixo, Buranello destaca as principais vantagens na utilização do tratamento com alinhadores para crianças, são eles:

Processo digital: Todo o tratamento é planejado com softwares, garantindo uma melhor previsibilidade do caso;
Higienização: Como o aparelho é removível, não prejudica a escovação e higienização dos filhos;
Melhora a estética e autoestima das crianças: O alinhador é completamente transparente, não prejudicando a estética e ajudando na autoestima.

O que acontece se não corrigir os dentes das crianças ainda pequenas?

Durante a fase de desenvolvimento dos dentes de leite ou crescimento dos dentes permanentes, os pais costumam notar algo errado na mordida das crianças.

É importante não esperar, e levar o filho até um consultório odontológico. Entre as consequências de não fazer essa correção na mordida, estão: dificuldade de mastigação ou de fala, perda precoce de um ou mais dentes, presença de cárie extensa, desgaste e defeitos na formação dos dentes e assimetrias.

“O acompanhamento da arcada dentária pode iniciar antes mesmo do nascimento da criança, pois é na gestação que a mãe receberá as orientações sobre a postura correta na hora de amamentar e os hábitos saudáveis de sucção para o bebê, principalmente se forem utilizadas mamadeiras e chupetas”, finaliza Buranello.

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

  • Mais Acessados
  • Arquivo

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!