A importância da natureza na recuperação da saúde física e mental de crianças e adolescentes

O papel da natureza na recuperação da saúde e bem-estar das crianças e adolescentes durante e após a pandemia de covid-19″ é o tema da nota de alerta recém-publicada pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). O material, elaborado pelo Grupo de Trabalho em Saúde e Natureza da SBP, contou com apoio do Instituto Alana, e destaca o impacto negativo da pandemia da covid-19 na saúde física e mental das crianças e nos adolescentes e como o contato com a natureza pode ter um importante na recuperação dos mais jovens.

O texto apresenta estudos nacionais e internacionais que evidenciam aumentos significativos nos casos de depressão, ansiedade, sedentarismo e mudanças no comportamento de indivíduos nessa faixa etária durante esse período. Pesquisa realizada pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal (FMCSV), por exemplo, mostrou que, durante a pandemia, 27% das crianças de zero a três anos voltaram a ter comportamentos de quando eram mais novas, segundo a percepção dos pais. Outro levantamento, também realizado pela FMCVS, em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), constatou que durante a suspensão das aulas na pré-escola, crianças com idades entre quatro e cinco anos apresentaram sinais de déficit no desenvolvimento da expressão oral e corporal.

Por outro lado, o texto destaca um amplo estudo nacional desenvolvido no Canadá, no qual meninos e meninas foram ouvidos sobre a experiência de brincar e acessar áreas abertas e naturais durante esse período. Os participantes pontuaram a influência dessas vivências em experiências escolares mais satisfatórias, mais bem-estar, atividade física mais frequente, menos tempo de telas e menos estresse.

A SBP frisa que o reconhecimento do direito ao brincar e ao convívio externo, ao ar livre e em contato com a natureza, está fundamentado em diversos marcos legais ligados à infância, e é reconhecido pela entidade como uma prioridade. Por isso, a nota enfatiza a necessidade de dar acesso às crianças, jovens e famílias a espaços naturais diversos e acolhedores, para a recuperação de sua saúde e bem-estar, bem como para o fortalecimento de vínculos e conexões sociais. Salienta, ainda, a urgência do aumento do número de áreas verdes seguras e conservadas, distribuídas de forma mais equânime no território.

Aos pediatras e famílias, os especialistas recomendam orientar as crianças e adolescentes para que, ao menos por uma hora, brinquem e convivam com a natureza, para que possam se desenvolver com plena saúde física, mental, emocional e social. A SBP reafirma, ainda, a importância de que sejam tomados todos os cuidados necessários em relação à covid-19, como a visita a locais ao ar livre sem aglomeração e fora do horário de pico; uso de máscaras; higienização das mãos com frequência; e, em caso de passeios em pequenos grupos com outras famílias e amigos, que não se compartilhe alimentos, bebidas e utensílios.

O Grupo de Trabalho Criança, Adolescente e Natureza é composto pelos especialistas: Luciana Rodrigues Silva; Maria Isabel Amando de Barros; Daniel Becker; Dirceu Solé; Evelyn Eisenstein; Liubiana Arantes de Araújo; Maria Isabel Amando de Barros; Ricardo Ghelman; e Virgínia Weffort.

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

Arquivos

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!