10 sintomas da Apneia do Sono

Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 50% da população brasileira se queixa de sono ruim e aproximadamente 30% da população adulta sofre de apneia do sono.

A dificuldade para dormir é, sem dúvidas, uma das questões que mais impactam a qualidade de vida. Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de 50% dos brasileiros apresentam algum distúrbio do sono, consequentemente, que podem ser causados por depressão e ansiedade, entre outros problemas de saúde.  Alguns dos distúrbios do sono mais comuns são: insônia, apneia do sono, sonambulismo e síndrome das pernas inquietas.

“O ronco é causado pela vibração dos tecidos da boca e faringe com a passagem do ar. Quanto mais difícil for essa passagem, mais alto é este barulho, o que pode causar obstrução completa (apneia) ou parcial (hipopneia). Ter alguns episódios de parada de respiração (apneia) durante o sono é normal. O problema é quando eles ficam mais frequentes, mais de 5, 15 até 30 episódios por hora”, explica o otorrinolaringolista Dr. Alexandre Colombini.


Confira os 10 sintomas da Apneia do Sono:

1-Paradas da respiração ou sufocamento durante o sono;

2-  Excesso de sono e cansaço durante o dia;

3 – Acordar para urinar ou perder urina durante o sono;

4 -Dor de cabeça pela manhã;

5- Diminuição do rendimento nos estudos ou trabalho;

6- Roncar durante o sono;

7- Acordar várias vezes à noite, mesmo que por poucos segundos e de forma imperceptível;

8- Alterações da concentração e da memória;

9- Irritabilidade e depressão;

10- Impotência sexual.⠀

Ainda em relação aos dados do Ministério da Saúde, aproximadamente 30% da população adulta sofre de apneia do sono. Infelizmente, a maior parte dos pacientes – entre 85% e 90% -, convive com a doença sem receber o diagnóstico e continua sem tratamento.

Dr. Alexandre explica que as apneias não tratada pode aumentar muito a mortalidade das pessoas e os seus riscos de apresentarem um problema cardiovascular grave como um derrame cerebral (AVC- Acidente Vascular Cerebral) ou um infarto agudo do miocárdio.

“Os tratamentos variam de acordo com a gravidade de cada caso podendo ser feito com medidas clínicas e/ou através de cirurgias, melhorando a qualidade de vida e aumentando a sobrevida dos pacientes.”, finaliza Dr. Alexandre.

 

Sobre o médico:

Dr. Alexandre Colombini é Otorrinolaringologista, formado pelo renomado Instituto Felippu e Membro da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial – ABORL-CCF. Suas áreas de atuação: Otorrinolaringologia clínica e cirúrgica com enfoque nas patologias nasais, cirurgia endoscópica, ronco e apneia.

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

Arquivos

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!