10 sintomas da Apneia do Sono

Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 50% da população brasileira se queixa de sono ruim e aproximadamente 30% da população adulta sofre de apneia do sono.

A dificuldade para dormir é, sem dúvidas, uma das questões que mais impactam a qualidade de vida. Segundo a Organização Mundial da Saúde, cerca de 50% dos brasileiros apresentam algum distúrbio do sono, consequentemente, que podem ser causados por depressão e ansiedade, entre outros problemas de saúde.  Alguns dos distúrbios do sono mais comuns são: insônia, apneia do sono, sonambulismo e síndrome das pernas inquietas.

“O ronco é causado pela vibração dos tecidos da boca e faringe com a passagem do ar. Quanto mais difícil for essa passagem, mais alto é este barulho, o que pode causar obstrução completa (apneia) ou parcial (hipopneia). Ter alguns episódios de parada de respiração (apneia) durante o sono é normal. O problema é quando eles ficam mais frequentes, mais de 5, 15 até 30 episódios por hora”, explica o otorrinolaringolista Dr. Alexandre Colombini.


Confira os 10 sintomas da Apneia do Sono:

1-Paradas da respiração ou sufocamento durante o sono;

2-  Excesso de sono e cansaço durante o dia;

3 – Acordar para urinar ou perder urina durante o sono;

4 -Dor de cabeça pela manhã;

5- Diminuição do rendimento nos estudos ou trabalho;

6- Roncar durante o sono;

7- Acordar várias vezes à noite, mesmo que por poucos segundos e de forma imperceptível;

8- Alterações da concentração e da memória;

9- Irritabilidade e depressão;

10- Impotência sexual.⠀

Ainda em relação aos dados do Ministério da Saúde, aproximadamente 30% da população adulta sofre de apneia do sono. Infelizmente, a maior parte dos pacientes – entre 85% e 90% -, convive com a doença sem receber o diagnóstico e continua sem tratamento.

Dr. Alexandre explica que as apneias não tratada pode aumentar muito a mortalidade das pessoas e os seus riscos de apresentarem um problema cardiovascular grave como um derrame cerebral (AVC- Acidente Vascular Cerebral) ou um infarto agudo do miocárdio.

“Os tratamentos variam de acordo com a gravidade de cada caso podendo ser feito com medidas clínicas e/ou através de cirurgias, melhorando a qualidade de vida e aumentando a sobrevida dos pacientes.”, finaliza Dr. Alexandre.

 

Sobre o médico:

Dr. Alexandre Colombini é Otorrinolaringologista, formado pelo renomado Instituto Felippu e Membro da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico Facial – ABORL-CCF. Suas áreas de atuação: Otorrinolaringologia clínica e cirúrgica com enfoque nas patologias nasais, cirurgia endoscópica, ronco e apneia.

Tags

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Parceiros

Facebook

  • Mais Acessados
  • Arquivo

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!