Catavento Cultural ganha espaço dedicado à história das fragrâncias e a importância do olfato no “Mundo do Perfume” 

Depois da pandemia do Covid-19, um dos sentidos mais estudados pelos cientistas tem sido o olfato, e a importância dele para a qualidade de vida e bem-estar das pessoas.Por isso, unindo tecnologia, inovação e ciência, o Grupo Boticário reabre nesta quinta-feira, 19, a exposição “O Mundo do Perfume – Viagem pelas Fragrâncias”, mais conhecida pelo público como o Museu do Perfume. Instalada no Museu Catavento desde 2017, a mostra, que tem apoio das empresas Wheaton, Givaudan e Provital, além da casa de fragrâncias IFF, busca resgatar a história e cultura do perfume como um dos hábitos mais antigos da humanidade.

Totalmente repaginado e ocupando 100m², o espaço ganhou ilustrações em papiro, totem para teste do olfato, além do novo espaço lúdico e interativo, para continuar contando a história do perfume, desde a história do vidro até as técnicas mais modernas de extração, proporcionando aos visitantes um ambiente interativo e didático onde possam aprender e ainda criar a sua própria fragrância.

“O Grupo Boticário tem o compromisso contínuo em proporcionar produtos, serviços e experiências excepcionais aos nossos clientes, mas não só isso, estamos cientes da nossa responsabilidade em fomentar a inovação e a cultura. Ao contar a história das fragrâncias em seu espaço dentro do Museu Catavento, reforçamos a valorização das pessoas e seus repertórios, possibilitando conhecimento e experiências sensoriais inovadoras”, afirma Fabiana Freitas, vice-presidente de Assuntos Corporativos do Grupo Boticário.

Na instalação, os visitantes poderão viajar pela história da perfumaria. Iniciando a jornada no Egito antigo, com a criação das fragrâncias que foram feitas para se aproximarem dos Deuses, após isso poderão conhecer a história da perfumaria Mundial, com os principais lançamentos de cada década. Seguindo pela perfumaria brasileira, desde a chegada dos portugueses, com o encontro da cultura indígena, além de conferirem as principais marcas do país, tais como O Boticário e seus ícones desde a criação da marca no ano de 1977.

Com cerca de 300 peças em seu acervo, a exposição conta com réplicas do Império Romano do século I a III e diversas obras que contam a história da perfumaria mundial, como o vidro de perfume com pátina prateada século III, exemplares do “Shalimar” (Guerlain e Chanel n°5), de 1921; “Visa” (Robert Piguet), de 1947; itens de 1920, como Sabonete super fino, Alfazol e Beijoim da Granado e o 4711 mulheres, comercializado em 1792. Produtos que reforçam a evolução do mercado também estão presentes, como o Malbec X, que a partir do uso de novas tecnologias possui um ingrediente comprovado cientificamente para despertar o desejo e aumentar o poder da atração.

César Veiga, perfumista do Grupo Boticário, conta que as fragrâncias fazem parte da história uma vez que são grandes meios de comunicação e que a escolha de determinados produtos transmite personalidade, sentimentos e intenções e que é importante entender a história para contemplar a evolução de todo o mercado bem como da sociedade. “O avanço da tecnologia e das pesquisas impactam na criação e desenvolvimento de novos produtos, mas é importante que as pessoas tenham o conhecimento sobre a atuação dos cheiros em nosso cérebro, por exemplo, para também compreenderem o trabalho que há na elaboração de novos produtos”, enfatiza Veiga.

Exposição tecnológica e “Instagramavel”

A exposição é repleta de recursos digitais e, por meio deles, o público poderá realizar uma trajetória divertida e curiosa pelo universo científico do olfato e das fragrâncias. Foram instaladas telas touch screen permitindo que os usuários simulem uma mistura, encontrem mais informações das matérias-primas de alguns produtos e, ao final, consigam sentir o aroma através do catálogo digital.

Além disso, há a instalação de um ‘Totem do Olfato’, equipamento pensado e planejado para os visitantes se divertirem com esse sentido. A ‘experiência’ consiste em se posicionar à frente da máquina e apertar, inicialmente, o botão que direciona para 30 cm de distância e tentar sentir o aroma. Caso a pessoa não tenha sucesso é convidada a apertar o botão a 20 cm e, se ainda assim, não obtiver sucesso é indicada a apertar o botão a 10 cm. Todo o processo é orientado por um vídeo.

Ao final, os visitantes contarão ainda com um espaço instagramável para registrar suas fotos, além de uma holografia que permitirá os usuários embarcarem ainda mais no universo do mundo do perfume, o que renderá fotos criativas aos visitantes.

Acessibilidade

Os itens expostos levam em consideração a questão da acessibilidade para visitantes e o espaço foi pensado para trazer maior conforto e comodidade, dessa forma conta com rampas de acesso, vídeos em libras e legendados.

A exposição “O Mundo do Perfume – Viagem pelas Fragrâncias” também pode ser visitada virtualmente, para isso basta acessar o site do projeto.

Museu do perfume:

Dias e horários: Terça-feira a domingo, das 09h às 17h.

Ingressos: Inteira: R$ 15; Meia entrada: R$7,50 (aposentados, pessoas com idade a partir de 60 anos, estudantes em visitas autônomas, pessoas com deficiência – meia entrada estendida a 1 acompanhante – e Portadores de ID Jovem)

Gratuidade: Toda terça-feira

É necessário realizar agendamento prévio para a visita ao espaço, inclusive às terças-feiras.

Endereço: Avenida Mercúrio, Parque Dom Pedro II, s/n, São Paulo – SP, 03003-060

Tags

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Sampa com Família

Parceiros

Facebook

Arquivos

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!