Cia. dos Náufragos encena o musical infantil ‘Destroca’ no Sesc Pinheiros 

A premiada Cia. Dos Náufragos, radicada em Campinas (SP), faz um convite aos espectadores de todas as idades: mergulharem no universo plural dos games, dos desenhos animados e das histórias em quadrinhos para acompanhar as peripécias fantásticas de dois irmãos e uma iguana. O fruto dessa combinação de vidrar os olhos de puro encantamento é o musical infantil ‘Destroca’, que estreia dia 17 de setembro no Auditório do Sesc Pinheiros, em São Paulo. A temporada acontece aos domingos em sessões duplas, às 15h e 17h, até o dia 15 de outubro.

E como nasceu a ideia da montagem? Sob a direção de Moacir Ferraz (Boa Companhia | SP), os atores músicos Miguel Damha, Esteban Alvares, Gisele Nunes, Graziele Garbuio e Renan Villela conceberam o musical infantil Destroca de forma coletiva a partir da livre adaptação de uma obra literária: Troquei meu pai por dois peixinhos dourados (The Day I Swapped My Dad for Two Goldfish), do reconhecido escritor britânico Neil Gaiman.

“Todo o texto realizado é original, construído a partir de diversos mecanismos de improvisação dentro da sala de trabalho, resultando em uma dramaturgia que aponta para uma dinâmica ágil, com diálogos curtos e tiradas bem-humoradas que tentam despertar o fluxo criativo e fantástico da imaginação infantil”, destaca o ator Miguel Damha, que também assina a dramaturgia original.

Em resumo, Destroca conta a saga de dois irmãos (um menino e uma menina), que, após trocarem o pai por uma iguana com um amigo, partem em uma busca fantástica para recuperar o extraviado genitor e evitar o castigo materno. Detalhe: tudo isso se passa antes da hora do jantar, o que aumenta ainda mais a aventura e as trapalhadas. “O humor é o motor do espetáculo. Acreditamos que aqui ele é o principal recurso não apenas para prender a atenção e entreter o espectador, mas para satirizarmos muitas das situações que exploramos na peça”, avalia Miguel.

Para dar vida a essa trama bastante fantástica, a Cia. Dos Náufragos convoca à cena a estética oriunda da cultura pop dos games, das HQs e dos desenhos animados. Por isso, quem avisa amigo é: tudo na cena é um exagero. “A criança mistura realidade e fantasia o tempo todo. Nosso desejo foi levar essa lógica para cima do palco e contar uma história que só é possível sob a ótica infantil, mas que também entretenha os adultos. E isso está presente em todas as partes: no trabalho de atuação, na execução da trilha, no cenário e na iluminação”, conta o diretor Moacir Ferraz.

Vale também destacar que, durante a encenação, existe a constante interação do elenco com a projeção de animações. Ou seja, uma representação do que se passa nos aparelhos digitais, entre os quais celulares, videogames e tablets, usados pelas personagens ao longo dessa saga fantástica. “É uma espécie de interface pública dos displays, visto a importância da comunicação, principalmente para crianças, no virtual que se sobrepõe à vida real”, pontua Miguel Damha.

Para aguçar ainda mais a criatividade do espectador, a proposta cênica de Destroca possibilita aos atores revezarem na representação de diferentes personagens, na execução da trilha sonora ao vivo e no controle das projeções. “Acreditamos nesse poder que o ser humano tem de aceitar a convenção teatral. Para tanto, contamos com a versatilidade do elenco, que facilita a execução das múltiplas tarefas. Por sinal, a qualidade do elenco é um grande diferencial, pois acredito que a boa atuação é o pilar fundamental do acontecimento teatral”, destaca o diretor.

A trilha sonora

Composta pelos atores e músicos Gisele Nunes e Esteban Alvares especialmente para o espetáculo, a trilha sonora passeia por diversos gêneros musicais, que se modificam de acordo com as personagens e os locais por onde a aventura fantástica passa.

“Rock, jazz, MPB, pop e reggae se misturam com sonoridades e estilos inspirados em sucessos do público infantil da atualidade, construindo atmosferas peculiares e divertidas. O conteúdo das canções colabora com a condução e a compreensão da narrativa. A presença da guitarra, da bateria e das cinco vozes ao vivo traz toda uma energia que favorece a comicidade do espetáculo e a simpatia na relação com o público”, pontua a atriz Gisele Nunes.

A companhia

A Cia. dos Náufragos foi criada em 2015 na cidade de Campinas pelos atores  formados no curso de Artes Cênicas da Unicamp: Cristiane Taguchi, Miguel Damha e Renan Villela. No percurso, somaram-se ao grupo Gisele Nunes, Graziele Garbuio, Esteban Alvarez e Moacir Ferraz.

Dentre os trabalhos da Cia destacam-se as peças A Ilha Desconhecida – inspirada na obra de José Saramago; o espetáculo de máscaras Contos para enganar a morte, e os musicais infantis Destroca  e Maria da Luz. 

Ao longo dos nove anos de existência, a companhia já se apresentou em mais de 20 municípios dos estados de São Paulo e Minas Gerais, foi contemplada com prêmios estaduais e municipais e segue desenvolvendo suas pesquisas artísticas acerca de dois temas centrais: o primeiro é o teatro narrativo e a relação com a palavra falada, e o segundo é a exploração da música como dramaturgia de cena.

Tempo de Duração: 60 minutos

DESTROCA, da Cia. dos Náufragos
Quando: Domingos, 17 setembro à 15 de novembro, às 15h e 17hs.
Onde: SESC Pinheiros, R. Pais Leme, 195 – Pinheiros, São Paulo – SP, 05424-150

Quanto: R$ 25 (inteira) R$ 12,50 (meia) R$ 8 (credencial plena)
Crianças até 12 anos: grátis.

Informações | Instagram: @ciadosnaufragos | Site: www.ciadosnaufragos.com.br
https://www.sescsp.org.br/programacao/destroca-2/

Tags

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Sampa com Família

Parceiros

Facebook

Arquivos

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!