Novo Mercado Municipal de Santo Amaro

Considerado um marco cultural e histórico da região sul de São Paulo, o centenário Mercado Municipal de Santo Amaro – agora carinhosamente apelidado de Santo Mercado, reabriu as suas portas no último dia 12.

O nome Santo Mercado foi eleito pelo público, após eleição promovida pelas redes sociais do empreendimento, com diferentes opções de nomes: MeSA / Sto. Mercado / Marô.

“Estamos entregando um empreendimento de qualidade, devolvendo à população esse patrimônio histórico, olhando para o futuro sem esquecer o passado. Queremos que o Santo Mercado seja a praia dos moradores da região, e porque não dizer, de São Paulo. Um local democrático, onde vamos promover eventos para o público de todos as idades, valorizando a diversidade e a experiência”, afirma o presidente do Consórcio Fênix e da Engemon, Marco Alberto da Silva.

O Santo Mercado conta com 11.500m²2 de área total, quase quatro vezes mais que a metragem anterior (3.000m²), e traz um conceito contemporâneo inspirado nos grandes mercados europeus, que reúne compras, serviços e lazer. o que dá espaço para materializar a sua vocação – ser o maior e mais completo complexo gastronômico da região. São três pisos de lojas – piso Santo Amaro (térreo), piso São Paulo e rooftop. O número de espaços comerciais passou de 25 para 120, além de 37 quiosques.

O mix de lojas passa a incluir opções de serviços como o SuperVille Hortifruti (âncora do espaço – o antigo “sacolão”), salão de beleza Selma Sammer Beauty e, em breve, lotérica, caixas eletrônicos, clínica de massagem, drogaria e pet shop.

2ª fase – Com um investimento superior a R$ 80 milhões, o projeto ainda contempla mais uma fase. Na próxima, prevista para o primeiro semestre de 2023, será entregue um rooftop com mais de 500 m²2 de área, um privilegiado ambiente que valoriza a natureza e a luz natural, com vista para a Represa do Guarapiranga.

O projeto

O projeto arquitetônico é assinado pela KT Retail Art – escritório referência em projetos de varejo – com participação da AFGM Arquitetos Associados. A mescla de materiais orgânicos, como a madeira, com elementos industriais, como o aço preto, traz a sensação de acolhimento e conforto juntamente a um ar contemporâneo. O projeto é biofílico, isto é, valoriza o contato com a natureza, promovendo bem-estar, com destaque para a iluminação e ventilação naturais, e o verde incorporado ao projeto de duas maneiras: preservação de árvores internas, bem como através da permeabilidade visual que permite ver de dentro do Mercado o “destaque paisagístico da grande árvore da esquina”. Outro conceito também é a integração visual do entorno através dos vidros da fachada, que integra o projeto na cidade e vice-versa.

Além de árvores internas, os cobogós – tradicionais tijolos vazados criados na década de 1920 e que compunham a arquitetura original, também foram mantidos. Eles fazem parte da herança da arquitetura árabe baseada nos muxarabis.

A história também é homenageada pela choperia Bonde Beer, localizada logo na entrada principal do empreendimento. Com espaço instagramável, o quiosque tem o formato de um bondinho – meio de transporte histórico tipicamente paulistano, que teve suas últimas unidades em atividade justamente na região de Santo Amaro.

O projeto traz, ainda, a sustentabilidade no quesito utilização de água de reuso para bacias sanitárias, para rega das áreas ajardinadas e para lavagem dos estacionamentos e calçadas. A iluminação foi projetada em LED para redução do consumo de energia.

O conceito aberto, sem presença de muros, com calçadas e áreas para pedestres estendidas e boulevards externos, seguem as tendências mais atuais da arquitetura e do urbanismo, que valorizam o conceito de integração entre o público e o privado e a chamada cidades para pessoas – convidativas e que favorecem atividades sociais e de lazer de maneira combinada.

Mobilidade urbana

A localização privilegiada, a pouco mais de 1 km do Terminal Santo Amaro de ônibus e a apenas duas quadras da estação Adolfo Pinheiro do metrô, linha 5 – Lilás, também contribui para o conceito do projeto ao viabilizar a adoção de meios de transportes mais sustentáveis e que favorecem a mobilidade urbana, como transporte público e bicicleta. Por isso, o empreendimento dispõe de um amplo bicicletário com mais de 60 vagas e área de embarque e desembarque para carros de aplicativos. Para quem prefere se deslocar de carro, há um estacionamento rotativo pago com 160 vagas, das quais 40% são cobertas.

Valorização da cultura e da comunidade locais

Tendo como um dos pontos chave seu vínculo com a região e a cultura do local onde está inserido, o Santo Mercado mantém essa relação entre suas prioridades. Símbolo disso é a intervenção artística realizada a partir dos trabalhos dos alunos da Escola Waldorf Rudolf Steiner. Conforme explica Fernanda Martins Fontes, professora de artes da escola, a obra, que reúne mais de 200 desenhos e pinturas dos estudantes do Ensino Fundamental I ao Ensino Médio, percorre o caminho de desenvolvimento do currículo artístico na pedagogia Waldorf, que permeia a criança e o jovem ao longo de sua jornada educacional.

O grandioso painel, com mais de 110 m², faz referência aos famosos vitrais que surgiram na Europa a partir do século X, os quais tinham por objetivo ilustrar cenas e narrar histórias, e contavam com a utilização da luz, que brilha por meio das cores dos vidros, capturando o olhar. Além de remeter às antigas janelas coloridas, o lindo painel também revela o efêmero e o urbano, presentes na técnica de lambe-lambe utilizada para aplicação dos trabalhos das alunas e alunos. “Assim apresentamos a incrível trajetória da arte no nosso dia a dia escolar, com a verticalidade dos vitrais e, ao mesmo tempo, com a horizontalidade e a força da arte de rua, que aproxima a todos”, completa Fernanda.

Em parceira com o Anglo Chácara Santo Antônio, tradicional colégio do bairro, o Santo Mercado contará, ainda, com um espaço de leitura – o “Tecendo História, Tecendo Emoções” – onde a comunidade poderá trocar livros, lê-los em um lugar aconchegante preparado pela equipe pedagógica da instituição e participar de atividades literárias, como leituras para crianças, conversa com autores, entre outros. Até 31 de dezembro, quem visitar o local tem a oportunidade de prestigiar a exposição que leva o mesmo nome do espaço e apresentará trabalhos dos alunos da escola. São fotos, desenhos e textos desenvolvidos por eles ao longo de 2022 a partir de um estudo sobre a história de Santo Amaro.

A história

Inaugurado em 1897 e, desde 1961 no mesmo local, o Mercado Municipal de Santo Amaro foi acometido por um incêndio que comprometeu mais de 70% de sua estrutura, em 25 de setembro de 2017. O local possuía 3.600 m² de área construída e cerca de 25 boxes, incluindo um sacolão e restaurantes. Em agosto de 2019, o então prefeito Bruno Covas assinou o contrato de concessão do Mercado Santo Amaro ao Consórcio Fênix, por 25 anos.

Horário de Funcionamento Natal e Ano Novo

Dia 24/12: 7h às 18h

Dia 25/12: fechado

Dia 31/12: 7h às 18h

Dia 01/01/23: fechado

Horário de Funcionamento Santo Mercado:

De Segunda a Sábado, das 7h às 22h. Domingo e feriado, das 7h às 18h. Algumas operações trabalham com horário diferenciado.

Tags

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Sampa com Família

Parceiros

Facebook

Comments Box SVG iconsUsed for the like, share, comment, and reaction icons

Arquivos

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!