7 brincadeiras para fazer com a sua filha e ajudar no desenvolvimento de uma mente empreendedora 

Falar sobre empreendedorismo com a sua filha não precisa ser algo desinteressante. De maneira didática, é possível ensinar (e aprender) de um jeito leve e divertido, afinal, é na infância que temos mais facilidade em desenvolver coisas novas. Inserir esse hábito no dia a dia pode ser enriquecedor e trazer diversos benefícios para o futuro.
 

Little kids playing toys at learning center

Segundo um artigo publicado pela Faculdade de Educação da Universidade de Cambridge, as brincadeiras vão muito além do propósito de diversão, pois elas também auxiliam no aprendizado, trazendo benefícios como apoio do bem-estar emocional, na saúde mental, criatividade e competência social de crianças e adolescentes.
 

Além disso, um outro estudo da Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, defende que o aprendizado através de atividades lúdicas e também da sociabilização são mais eficientes do que o modo convencional. Ainda de acordo com a pesquisa, é importante que as crianças sejam ativas e incentivadas a aprender fazendo.
 

Transformando o sonho em realidade
 

Desde a infância, Daniela Graicar, fundadora do Movimento Aladas, tinha alma de empreendedora. Brincava de banco, de loja, confeccionava e vendia pulseiras para juntar um dinheirinho. “Guardo com muito carinho essas lembranças e sei que brincar de ter meu próprio negócio desde cedo foi crucial para aprender a lidar com as finanças e a sonhar empreender.”, comenta.
 

Por isso, Daniela lista 7 brincadeiras que podem incentivar o empreendedorismo feminino ainda na infância e os benefícios dessas atividades.
 

Duvido que você encontre…
 

Um número na placa, um carro de determinada cor, um animal… As viagens de carro ficam divertidas quando damos às nossas filhas o desafio de encontrar coisas pelo caminho. E isso desenvolve o olhar focado e atento. Quem encontra o alvo primeiro marca um ponto e a brincadeira pode terminar no 10 ou tampouco ter fim. Essa brincadeira desenvolve o olhar atento e a persistência, habilidades muito importantes para quem empreende.
 

Você sabe mesmo onde está?
 

Que tal incentivar e a percepção do ambiente com a sua filha? Experimente essa brincadeira quando estiver num restaurante, numa sala de espera ou em casa mesmo. Dê a ela 30 segundos para olhar ao redor e prestar atenção aos detalhes. Depois ela fecha o olho e você pergunta coisas como: quantos quadros tem na parede? De que cor é a almofada no sofá? Quantas janelas existem na parede de trás? Quantas pessoas estão sentadas na mesa atrás de você? Vai ser divertido perceber o quanto ela prestou de fato atenção e você também começará a se provocar quanto a isso.
 

Um dia diferente
 

A gente se habitua a fazer tudo do mesmo jeito e, quanto mais envelhecemos, mais essa rotina bloqueia nossa capacidade criativa. Experimente determinar que num certo dia, sua filha é desafiada a fazer tudo de forma diferente. Fazer um caminho novo para a escola, tomar banho lavando primeiro o que sempre é lavado por último, vestir-se com uma mão só, escrever com a mão esquerda e coisas assim. A ideia é desenvolver a ambidestria, provocar o cérebro e despertar a curiosidade e a abertura a ver a realidade de uma nova forma.
 

Mercadinho
 

Brincar de mercadinho estava super em alta nos anos 90/2000 e continua fazendo sucesso até hoje! A atividade, de acordo com a fundadora do Movimento Aladas, estimula a criatividade, auxilia a experimentar as habilidades de administrar o próprio negócio, o cuidado com o meio ambiente e até mesmo gerenciar o dinheiro da lojinha.

Álbum de figurinhas
 

Não é coisa de menino, não! Deixe que ela experimente esse desafio de colecionar e completar o álbum. E não é sobre comprar pacotinhos que estamos falando e sim sobre desafiar a bater figurinhas, conseguir a que o outro busca e trocar por 10 ou 15, saber que umas valem mais que outras e que o que alguns procuram muito, outros têm de sobra. É entender as leis de mercado, de oferta e demanda, é testar habilidades de negociação e, quem sabe, fazer doces para vender e usar o dinheiro para comprar um pacotinho de figurinhas de vez em quando.
 

Banco imobiliário
 

O jogo clássico de tabuleiro, que existe desde 1935, pode ensinar (e muito!) sobre negócios. Desde as primeiras partidas, a criança passa a ter noções sobre assumir riscos, a importância de diversificar sua receita entre as propriedades e até mesmo analisar os retornos financeiros de seus investimentos. Apesar de ser tudo de “mentirinha”, é preciso ser um verdadeiro empreendedor e ter estratégia ao longo das rodadas.

Durante o jogo, sua filha também passa a desenvolver a habilidade de negociação. E quanto a esse fator, Daniela Graicar tem um conselho importante para a vida real. “Quando damos nosso preço, precisamos ser firmes para garantir que estamos cobrando um valor justo, porque aprender a negociar por você e se valorizar é muito importante”, explica.
 

Hora do filme
 

Nos dias chuvosos, quem é que não gosta de assistir um bom filme no sofá de casa? E até mesmo em momentos como esse, é possível estimular a mente empreendedora da sua filha de forma lúdica.
 

Uma ideia é brincar de cinema! Proponha a escolha de alguns filmes, faça pipoca, separe alguns doces e refrigerante. Deixe que a criança organize como será a sessão, os assentos e como toda a logística irá funcionar. Depois, promova um momento de discussão sobre o que ela aprendeu. Assim, você soma imaginação, organização, processo reflexivo/analítico e habilidade de defender as ideias!

Tags

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Sampa com Família

Parceiros

Facebook

Arquivos

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!