GRATUITO. Festival das Marias, Festival Internacional de Artes no Feminino

A terceira edição do Festival das Marias, Festival Internacional de Artes no Feminino acontece entre os dias 6 e 18 de outubro de 2022, com eventos simultâneos presenciais e online. Atrações musicais se intercalam com espetáculos de circo, dança, teatro infantil, contação de histórias, cinema e vivências relacionados ao universo feminino.

são paulo-sp 27 mar 2022 cortejo em comemoração ao dia internacional do circo, parte da programação do quarto festival internacional do circo na galeria olido, no centro da capital. crédito joyce cury

A programação presencial – de 6 a 10 de outubro – conta com eventos gratuitos em equipamentos de cultura da Prefeitura de São Paulo (Teatro Paulo Eiró – Teatro e Praça, Centro de Culturas Negras – Mãe Sylvia de Oxalá e Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes) e no cine Petra Belas Artes. Em Araçariguama (SP), as atividades ocorrem na Escola dos 7 Portões, com contribuição voluntária. As atividades ONLINE se estendem até o dia 18/10, a partir do YouTube/FestivaldasMarias (com vídeos performance, espetáculos, série e videoaula – grátis) e no À La Carte – streaming de filmes e séries – do Petra Belas Artes (mostra de cinema, com assinatura paga).

Para o público infantil e juvenil, os eventos acontecem no Teatro Paulo Eiró – espetáculos de teatro e circo, com Lívia Mattos, Trupe Koskowisckr, Circo de Ébanos, Ciclistas Bonequeiras, Cia Circo Rebote, Renata Pizzi e Las Fanfarronas -, Centro de Cultura Negras – teatro com Painé Santamaria – e Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes – contação de histórias com Ana Person & Kombi Catarina e teatro com a Caravana Tapioca.

O Festival das Marias, Festival Internacional de Artes no Feminino nasceu em Portugal, em 2019, sob a égide do protagonismo feminino, passando a ocorrer no Brasil em 2020, com direção de Adriana Belic (Belic Arte.Cultura) e curadorias convidadas a cada edição. Com foco na valorização da criação artística feminina, sua programação multidisciplinar gira em torno de criações e de temas que abordam o feminino. Concebido sob os pilares das ODSs 5 e 16 (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Igualdade de Gênero e Cultura de Paz), a edição brasileira é encerrada em 10 de outubro por ser esse o Dia Nacional de Luta Contra a Violência à Mulher. Em 2022, o evento é idealizado e organizado pelas portuguesas CADAC – Companhia Alentejana de Dança Contemporânea e Cia Teatro Lendias d’Encantar e pelas brasileiras Escola dos 7 Portões, Cine Petra Belas Artes e Belic Arte.Cultura, numa realização da Secretaria Municipal de Cultura da Cidade de São Paulo.

FICHA TÉCNICA – Direção geral: Adriana Belic. Direção artística: Antônio Revez. Consultoria: Bianchi Associados. Curadoria Artes Cênicas: Bel Toledo. Curadoria Cinema: Juliana Brito. Coordenação de produção: Gisele Tressi. Filmagem/fotografias: Leticia Aoki. Supervisão de vídeos: Ledok. Gastronomia: Armazém Café Doceria. Apoio: Direção Geral das Artes, Governo de Portugal. Site: Agência Maria. Concepção gráfica: Workhouse Design. Artes digitais: Bruna Lino. Media Partners: Platea Comunicação e Arte. Assessoria de imprensa: Verbena Comunicação. Idealização e organização: Cine Petra Belas Artes, Escola dos 7 Portões, CADAC – Companhia Alentejana de Dança Contemporânea, Lendias d’Encantar, Belic Arte.Cultura. Apoio cultural: Fundação Padre Anchieta / Rádio Cultura. Realização: Secretaria Municipal de Cultura, Prefeitura de São Paulo.

III Festival das Marias, Festival Internacional de Artes no Feminino

www.festivaldasmarias.com.br | @marias.festival

PROGRAMAÇÃO INFANTIL

CENTRO DE CULTURA NEGRAS – Mãe Sylvia de Oxalá

Rua Arsênio Tavolieri, 45 – Jabaquara. SP/SP.

Grátis. Livre.

07/10 (sexta) 14h30 – Teatro infantil: A Louca das Frutas – com Painé Santamaria (ARG)

A Louca das Frutas: Um Experiência na Feira Latina é um espetáculo solo da palhaça, musicista e malabarista argentina Painé Santamaria, que propõe uma viagem pela América Latina reverenciando suas cores, sabores e ritmos latinos, por meio da arte circense contemporânea. Feito com objetos não convencionais, A Louca das Frutas faz malabarismo com maçãs, equilibrismo de melancias e manipulação de abacaxis, formando uma criativa e inusitada salada de frutas: um show de habilidades, humor e sobretudo muito sabor, embalado pela música latina e envolvido por uma dança pra lá de excêntrica. Painé Santamaria desenvolve trabalhos e pesquisas sobre a arte circense, há 18 anos. Já realizou apresentações em nove países entre América Latina e Europa, participando de diversos festivais, convenções circenses e projetos sociais. Duração: 45 minutos.

TEATRO PAULO EIRÓ

Av. Adolfo Pinheiro, 765 – Santo Amaro. SP/SP.

Grátis. Livre.

08/10 (sábado) 11h – Teatro infantil: Olha a Palhaça no Meio da Rua – com Trupe Koskowisckr

O espetáculo é concerto musical com duas atrapalhadas palhaças disputando a atenção da plateia numa competição cheia de artimanhas e armadilhas, mas elas se unem em nome de um grande e inusitado show. Após o musical, as palhaças apresentam entradas clássicas dos circos antigos, revistas e sob um novo olhar – contemporâneo e feminino. A Trupe Koskowisckr propõe o resgate das antigas esquetes e reprises circenses, no mais clássico estilo “branco e augusto”, nesse caso, “branca e augusta”. Explorando a formação com atrizes, mesclamos o circo, o teatro popular e a música traz um espetáculo onde o lúdico e a ingenuidade da palhaça são o fio condutor do trabalho. Olha a Palhaça no Meio da Rua viajou por todo o país e passou por vários festivais internacionais.

FICHA TÉCNICA – Elenco: Geisa Helena e Giulia Nina (sub. Ana Pessoa). Direção: Trupe Koskowisck. Contrarregra: Sttefania Mendes. Gênero: Comedia, com linguagem circense e teatro popular. Classificação: livre. Duração: 45 minutos.

15h – Circo: Eranko – com Circo de Ébanos

Eranko estreou, em 2007, no Segundo Panorama Paulista de Circo, no Memorial da América Latina. Nas quatro primeiras montagens foi coordenado por Bel Toledo. Atualmente, é dirigido por Lu Lopes com seu olhar circense contemporâneo. O espetáculo tem viés delicado, reforçando a informação afro-brasileira, dando margem para a apresentação pessoal de cada artista, com trilha sonora envolvente.

Eranko (‘animal’ no idioma yoruba) é inspirado na potência humana enquanto ser animal. Nesta obra circense o instinto, a visceralidade e a simplicidade do homem contemporâneo ganham alta tecnologia humana, trazendo a essência da nossa natureza selvagem. O elenco do Circo de Ébanos é composto por artistas negros, jovens construindo um caminho artístico por meio de referências do circo clássico e contemporâneo e da cultura afro-brasileira. Duração: 50 min.

16h – Teatro infantil (na Praça): Histórias Gregas em Sinais e Imagens – com Ciclistas Bonequeiras

Histórias Gregas em Sinais e Imagens aborda clássicos da literatura universal sobre o viés da inclusão, não apenas na forma (pela Libras), mas oferecendo versões peculiares de famosas histórias do repertório grego. A plateia é convidada a interagir durante a apresentação, principalmente em momentos de aprendizado em relação a Libras. A ação inicial da Ciclistas Bonequeiras, em cima de uma bicicleta foi a do teatro lambe-lambe. Foram várias temáticas como cultura popular, liberdade de pensamento, Macunaíma, Paulo Eiró e circo, levadas a parques e praças, sendo apresentados para uma pessoa por vez. Além de apresentações na rua, fizeram vários trajetos: Festival Boca do Céu, programa Crianças Forrozeiras, Circuito Municipal de Cultura,Trilogia Circo (Sesc Berioga e Sesc Taubaté), Virada Cultural SP, Programa VAI na periferia paulistana (contação de histórias em mini teatros sob bicicletas), Circuito Sesc, Triciclo das histórias – projeto Literatura Postal, projeto Paulista Aberta, Triciclo Culinário (história da tapioca) – I Mostra de Teatro em Trânsito, e outros. Duração: 45 minutos.

09/10 (domingo) 12h (Praça) – Circo: Titânia – com Cia Circo Rebote

Titânia é a mulher mais forte do mundo, a rainha das fadas, mulher ciborgue, a filha do céu e da terra, uma artista, uma mulher. Há muitas versões para essa história. Essa é uma… Sozinha em cena, a atriz circense Erika Mesquita apresenta a mulher mais forte do mundo. Esta narrativa traz uma história que pode ser mito ou verdade. Inspirada em mulheres reais, histórias de força e reinvenção, a artista usa habilidades circenses como manipulação de bambolês, equilibrismos, acrobacia aérea em trapézio e demonstrações de força para nos revelar este mistério: quem será esta mulher? Contemplado com o Prêmio Funarte de Circo 2019, o espetáculo celebra a força feminina explícita na figura da Mulher Forte (Strong Women). Com mais de 20 anos de carreira, Erika Mesquita é triz circense, palhaça, aerialista e produtora. Duração: 60 minutos.

13/02/21 – Verde Perto com Renata Prizi – São Paulo – SP

15h – Teatro musical infantil: VerDe Perto – Um Musical Ecológico – com Renata Pizzi

O espetáculo cênico/musical fala sobre o meio ambiente, com uma linguagem simples e poética que se comunica diretamente com a natureza imaginativa e a curiosidade das crianças. VerDe Perto, o musical ecológico – criado por Renata Pizi e, originalmente, com produção e direção do Grupo 3 de Copas – traz canções que abordam temas como ecologia, reciclagem e preservação da natureza. As músicas, tocadas ao vivo, têm arranjos que passam por diversos ritmos como baião, maracatu, pop, rap e o rock. Personagens, histórias e coreografias – conduzidos pela personagem Júlia – reforçam os argumentos das canções, recheadas de curiosidades sobre a natureza, que ressaltam a necessidade de cuidarmos do planeta. O roteiro do espetáculo é formado por “Pet Repet”, “Árvore”, “Lixo na Rua”, “Água”, “Tamanduá” e “Rio Tietê”. Todas as músicas foram compostas por Renata, sendo as duas últimas em parceria com Sonekka. O espetáculo, radicalmente ecológico, trata o tema com leveza e muito bom humor, cativando os pequenos espectadores pela graça e originalidade dos poemas cantados. A paulistana Renata Pizi foi vencedora do Prêmio Musique, em 2011, que a considerou um dos mais belos timbres da nova MPB.

FICHA TÉCNICA – Composições e interpretação: Renata Pizi. Dramaturgia: Renata Pizzi e Grupo 3 de Copas. Ator: Jonathan Yuri Oliveira Campos. Músicos: Everton Alves dos Reis (baterista e percussão) e Paulo Ribeiro (violonista). Cenografia: Rafael dos Santos. Duração: 45 minutos.

16h (Praça) – Música: A Sanfonástica Mulher Lona – com Lívia Matos

A Sanfonástica Mulher-Lona é um delírio circense, em forma de intervenção itinerante. É o circo metaforizado por sua autonomia e liberdade de chegar a territórios diluindo fronteiras. É, ao mesmo tempo, a charanga e o picadeiro de uma mulher só, que conta – por seu acordeom – os sons de seu caminhar imersa no universo poético do fantástico. Vestida de picadeiro e lona de circo, a artista Lívia Mattos realiza um mini concerto ambulante com sua inseparável sanfona. É uma intervenção em forma de instalação sonora que une o universo do circo com a harmonia da música. Engolidora de notas, cuspidora de acordes, a Sanfonástica Mulher-Lona equilibra-se no fio da vida, no respiro do fole. Trata-se de uma estrutura toda integrada à artista, dispensando técnicas de som e de luz. O pequeno circo possui interruptor para sua mini gambiarra externa e iluminação interna, e um pequeno ventilador à pilha. O som do acordeom tem volume considerável e convidativo para que as pessoas se aproximem. Muitos querem fugir com o circo. Mas foi o circo que fugiu com ela. Figurou-se um circo sonoro, no qual a lida é a lira da lona, o fole é o fôlego que a move. Lívia apresenta o menor espetáculo da terra, um mini concerto, ou um circo-concerto. Duração: 60 minutos.

são paulo-sp 27 mar 2022 cortejo em comemoração ao dia internacional do circo, parte da programação do quarto festival internacional do circo na galeria olido, no centro da capital. crédito joyce cury

17h (Praça) – Musical infantil: Las Fanfarronas

Las Fanfarronas é um sexteto feminino que joga a música e o circo em cena, apresentando performances variadas ao ritmo colombiano da cúmbia. Neste show/espetáculo o universo circense é embalado por seus temas tradicionais, por cúmbias clássicas e também por músicas autorais, sempre com muito bom humor, destreza e comicidade. A instrumentação é composta por percussões e saxofones distintos (soprano, alto, tenor e barítono), convidando a uma infinidade de jogos cênicos e sonoros. As integrantes (originárias da Argentina, do Brasil e do Chile) trazem a musicalidade latino-americana para este espetáculo irreverente e ousado. Repertório: “Fanfarronas Si Si Si”, “Urgentis”, “Pom Pim Pom Pé Pom” e “Cumbia das Charlatonas” (Tetê Purezempla), “Entrada dos Gladiadores” (Julius Fučík” – DP), “YoMe Llamo Cumbia” (Mario Gareña), “La Ventanita” (Sergio Vargas), “Overture to William Tell” (Gioachino Rossini – DP) e “No Me Arrepiento de Ese Amor (Gilda).

INTEGRANTES: Gabrielle Queiroz (sax alto), Marina Bastos (sax tenor), Painé Santamaria e Renata Espoz (percussão), Tetê Purezempla (sax soprano) e Rocio Romero (sax barítono). Duração: 60 min.

CENTRO DE FORMAÇÃO CULTURAL CIDADE TIRADENTES

Rua Inácio Monteiro, 6900 – Conj. Hab. Sítio Conceição. SP/SP.

Grátis. Livre.

08/10 (sábado) 15h – Contação de histórias: Ana Person e Kombi Catarina – com Grupo Viajantes

Ana Person e a Kombi Catarina é uma vivência artística do Grupo Viajantes – Contação de Histórias, que proporciona ao público infantil a experiência de ouvir histórias – permeadas de música, teatro, poesia e manuseio de livros – no interior da Kombi Literária grafitada ludicamente. O cenário é perfeito para este encontro. Acompanhada da contadora de histórias Thaty Paula, Ana Person encarna o personagem Pé de Música, que partilha suas canções autorais infantis, interagindo com a plateia pelo fazer musical, o canto, os gestos corporais lúdicos, valorizando a leitura, a poesia e a cultura brasileira.
É um espetáculo que encanta, incentiva novos leitores e leva a todos para uma viagem literária repleta de encantos, bom humor e diversão. Duração: 120 minutos.

16h – Teatro infantil: Chá Comigo – com Caravana Tapioca

Em cena, uma cozinha sem teto, aberta, quatro cadeiras vazias e um fogão que aquece ingredientes sem receita. Duas colheres de emoção, uma xícara de poesia e uma pitada de improviso prometem muita diversão. Uma excêntrica anfitriã que cozinha com equilíbrios e tempera com afeto, mistura com malabarismos, adiciona circo, despeja em uma assadeira sem forma, leva-a ao fogo, e serve pratos com graça e riso. A Caravana Tapioca é um grupo de circo, teatro e música, fundado por Anderson Machado e Giulia Cooper. Em 2021, celebrou 10 anos de trajetória com um amplo repertório de cenas espetáculos apresentados em diversas praças, palcos, picadeiros e espaços culturais do país. A Caravana também vem realizando circulação pelo sertão nordestino e unidades da Fundação Casa, entre outros espaços não convencionais, reafirmando seu compromisso de partilhar arte com variados públicos.

FICHA TÉCNICA – Atuação e criação: Giulia Cooper. Direção: Anderson Machado. Cenário: Anderson Machado. Figurino: Caravana Tapioca. Duração: 45 minutos.

Tags

Busca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

Anália Franco: 11 99568-7320
Morumbi: 11 93040-2110

Escola de Teatro

Agende uma aula experimental
Whatsapp 11 96591 9915

Sampa com Família

Parceiros

Facebook

Arquivos

Quem Escreve

Ana Paula

Sou Ana Paula Alcântara Porfírio, trabalho em horário integral como mãe, sou casada, com um príncipe chamado Júnior, tenho dois filhos a Manuella e o Arthur, que fazem meus dias mais felizes!

Vou dividir com vocês nossos passeios, dicas de programas com crianças, experiências e sentimentos da maternidade!